Haddad diz que não vai atacar Ciro nem ninguém que possa “compor governo”

Jornal GGN – O candidato do PT à Presidência Fernando Haddad disse na manhã desta segunda (17), em entrevista ao UOL/SBT/Folha, que não vai atacar Ciro Gomes (PDT) porque ambos têm intenção de formar uma frente ampla de esquerda no segundo turno. Haddad disse ainda que convidou e foi convidado por Ciro para ser vice em sua chapa, e indicou que ele, assim como outros aliados ao centro-esquerda, podem compor um “governo”.

“Não é bacana para a sociedade, na disputa pelo primeiro turno, ficar rebaixando as demais [candidaturas]. (…) Não vão ouvir de mim nada desabonador em relação às pessoas que acho que vão compor o governo”, disse Haddad.
 
Segundo o petista, “Ciro me convidou para ser vice na chapa dele. Disse, na ocasião, que teria ser honra de ser vice na minha. Ele é meu amigo.”
 
Haddad ainda disse que procurou Ciro em janeiro, na presença de o Mangabeira Unger, “na minha casa”. Ele disse na oportunidade que “tinhamos de compor uma chapa de esquerda. Ciro teria espaço na chapa do Lula.” Mas o pedetista não aceitou a empreitada.
 
GGN já publicou essa informação e apontou que Ciro não concordou com a condição de levar a candidatura de Lula (que seria a cabeça da chapa) até as últimas consequências jurídicas, como fez o PT com Haddad na vice.
 
“Eu fui o que mais buscou aproximação de todas as partes da centro esquerda”, disse Haddad, reiterando que a aliança não foi possível no primeiro turno, mas que foi projetada para o segundo com a anuência das demais candidaturas, inclusive a de Ciro. 
 
“Você tá falando de uma pessoa que vai ajudar a construir um amplo campo de apoio popular.”
 
Leia mais:

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora