Justiça Eleitoral deve julgar candidatura de Lula entre 4 e 6 de setembro, diz jornal

Jornal GGN – É destaque no Painel da Folha desta segunda (27) que o Tribunal Superior Eleitoral “se prepara para julgar o pedido de registro de Lula na corrida presidencial entre os dias 4 e 6 de setembro.”

Condenado em segunda instância e preso em decorrência da Lava Jato, Lula foi registrado como candidato no TSE no dia 15 de agosto, com Fernando Haddad ocupando a vaga de candidato a vice-presidente. 

Em tese, Lula poderá vir a ser barrado por causa da Lei da Ficha Limpa, que impede candidaturas de condenados em órgãos colegiados. A defesa do petista alega, porém, que ele tem direito a recorrer a instância superiores da condenação no caso triplex. O registro, por outro lado, já foi objeto de vários pedidos de impugnação. Um deles é da Procuradoria Geral da República.

No dia 17 de setembro, encerra-se o prazo para os partidos fazerem alterações. A tendência é que, se vier a ser barrado, Lula seja substituído por Haddad e Manuela D’Ávila (PCdoB) assuma o lugar de vice na chapa.

No Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas, Lula também move uma ação contra a condenação imposta pela Lava Jato, alegando que não teve direito a um julgamento justo e imparcial. O Comitê deve julgar o caso apenas no ano que vem, mas já emitiu uma liminar determinando ao Brasil que tome as “medidas necessárias” para garantir Lula na disputa presidencial.

Leia também:  Lula, Bresser e Celso Amorim conversam sobre reconquista da soberania nacional

1 comentário

  1. Faz tempo que a candidatura do Lula já foi julgada

    Os Ratos do T$E vão apenas publicar o indeferimento.

    Quem pode manda.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome