Se não tomar cuidado, PT será pautado quando mais precisa pautar

Moro ajudou a dar um cavalo de pau nas narrativas sobre o caráter esdrúxulo da sentença imposta ao ex-presidente
 
 
Os agentes que atuam na defesa de Lula precisam se atentar a um dos desdobramentos da execução de pena assinada afobadamente por Sergio Moro: grande parte da mídia, que já não faz uma cobertura muito isenta desde o início do caso triplex, conseguiu, com a prisão, dar um jeito de abandonar gradualmente qualquer debate envolvendo o mérito do processo. 
 
Prendendo Lula antes mesmo de terminar o julgamento em segunda instância, Moro ajudou a dar um cavalo de pau nas narrativas sobre o caráter esdrúxulo da sentença imposta ao ex-presidente. 
 
A arbitrariedade da prisão forçou a ala em defesa de Lula a denunciar, reiteramente, que o ex-presidente tem direito a, no mínimo, aguardar o resultado dos embargos dos embargos no TRF-4. 
 
Não está errado, está em conformidade com a jurisprudência atual do Supremo Tribunal Federal, que entende que a execução provisória de pena é viável a partir do esgotamento dos recursos em segunda instância. O esgotamento ainda não se deu no caso de Lula. O cuidado é para que isso não passe a ser o centro único das atenções.
 
Se não, quando os últimos recursos forem rejeitados por um tribunal de segundo grau que está totalmente alinhado com a República de Curitiba, o que dirão os defensores de Lula? A oposição já sabe o que vai dizer: que o PT teve o que pediu.
 
Se não prestar atenção, o PT será pautado quando mais precisa pautar.
 
Desde que Lula foi condenado em segunda instância, o foco nos meios tradicionais de massa está nos recursos jurídicos que podem atrasar uma prisão já dada como certa, como se a sentença fosse inquestionável. Não é.
 
Permitir que, no mérito, o processo seja encerrado perante a opinião pública é um risco.

15 comentários

  1. O que se discute já não é a condenação sem provas

    Condenação sem provas já não se discute mais, se tornou ponto pacífico. Agora o centro das discussões não é se se executa o condenado não antes do trânsito em julgado, mas antes de eventual recurso ao terceiro grau.

    Como disse um conhecido: se eles fazem isso com o Lula, que é conhecido internacionalmente, imaginem o que farão com um preto pobre e favelado.

  2. Perfeito

    É isso, Cíntia. Denunciar apenas a antecipação da prisão traz embutida a idéia de que ela seria fruto de um processo justo e que, portanto, Lula seria culpado. Tem-se que insistir na idéia de prisão política não pela antecipação mas pela inocência de Lula, quanto às acusações que lhe fazem no  processo.  Tem-se que inverter o jogo: os agentes públicos acusadores e os que condenaram, em todos os níveis, prevaricaram (e continuam), pois não foram nem são capazes de apresentar provas objetivas para a denúncia e a condenação.  Em tempo, do Houaiss: “Prevaricar:   2 int. cometer abuso de poder, provocando injustiças ou causando prejuízo ao Estado ou a outrem “

  3. Concordo também. O mais grave

    Concordo também. O mais grave desse processo é o mérito. A imputação de um imóvel sem posse e sem propriedade e chamar uma reforma de propina, sem vincular o alegado “benefício” a um ato do agente político é perigoso para a ordem jurídica do país. O processo consegue ser mais infundado no mérito do que a infundada comunicação via “ofício” de um desembargador ao juízo de primeira instância, noticiando extraoficialmente a rejeição de um habeas no Supremo. Não é sem razão que esse processo tem chamado a atenção de juristas estrangeiros.  

  4. Sem provas e com procuradores e juiz delatado

    Tem que bater na tecla de que, seguindo Tacla Duran, Deltan o acusador e muito provavelmente, segundo o delator Moro, pediram 5 milhões para dar um jeito pra ele Tacla. 

    Inúmeros atos de Moro foram ilegais como grampos sem autorização, divulgação de áudios de conversas entre mãe e filho que nada tinha com o processo. Alinhamento de Moro como a acusação. A falta do juiz natural no processo de Lula. O A escuta  conversa da presidenta, assim como a divulgação dela para a Globo. Permissão de vazamento até de audiências para blogs da direita. Tudo isso tem que ser denunciado a cada momento que alguém faz alguma intervenção. Tudo isso tem que ir para todos os cantos do mundo. Pessoas não surcursais dos principais canais no exterior, partidos, universidades, etc. Algo simples para servir de roteiro e unformização das denúncias. 

  5. Muito pertinente o alerta…

    Muito pertinente o alerta, pois em relação ao impeachment ocorreu isso, o foco ficou no procedimentalismo ‘democrático’ deixando de lado a democracia enquanto valor inalienável, daí a esquerda focou nos acessórios, nas consequências, e deixou de lado o principal, a causa do golpe (o impeachment ilegal e fraudulento), abrindo mão de exigir do supremo a sua anulação.

    • A esquerda focou no golpe (e pegou) e exigiu do Supremo anulação

      O foco da mídia golpista ficou no procedimentalismo para legitimar. Da esquerda (e da centro-direita não golpista) ficou no golpe, e pegou. Perdemos porque o governo Dilma ficou isolado, sabotado e perdeu popularidade. A massa popular assistiu ao golpe como se fosse uma briga da casa grande e desiludido com a política (devido ao desgaste de ter que buscar aliados impopulares para governabilidade) não quiz se envolver.

      Agora é diferente. O povo já viu que o golpe foi contra ele, contra as conquistas que o povo conquistou nos governos petistas, e que o processo é para um governo igual ao que foi o de Lula não voltar e para manter esse jeito de governar arrochando o povo para satisfazer os bilionários. O povo já vê injustiça e perseguição contra Lula, já não confia na justiça que só prende Lula e deixa os verdadeiros corruptos com provas soltos, vê tapetão e já se vê como vítima do processo junto com Lula.

      Corre no Supremo ação (deve ter até mais de uma) pedindo anulação,desde antes do golpe se consumar. Mas o STF nunca colocou em julgamento e foge de julgar como o diabo da cruz. Segundo Jucá, o golpe é com supremo e tudo.

  6. Detalhes apenas demonstram a perseguição.

    Não se pode deixar de falar na manipulação e ficar só falando de constituição federal. O que tem que ser dito é:

    1. Foi um golpe.

    2. A sentença foi forjada.

    3. Os demais detalhes são apenas EXEMPLOS que demonstram a existência de uma perseguição.

    O problema é o judiciário, o MPF, a PF e etc estarem manipulando as eleições. Isso tem que ser enfatizado sempre. Se ficar insistindo em debater com a sociedade os detalhes técnicos, ninguém vai querer saber. O tronco do discurso tem que ser a condenação forjada para manipular o resultado eleitoral.

    Devemos conhecer as tecnicalidades. Essas devem ser apresentadas apenas com um exemplo.

  7. E daí?

    Vamos ao que interessa:

    Lula é preso político de um golpe judicial. Ponto.

    Os recursos, se ganhar é lucro. Se perder nos tribunais, mais o judiciário é quem é julgado. Mais togas são constrangidas a cometer injustiças e barbaridades jurídicas. As piruetas para julgar Lula diferente dos demais casos expõe mais o golpe judicial. Mais a maioria silenciosa da opinião pública vê os dois pesos e duas medidas, e mais vê que Lula está sendo injustiçado e mais se convence de que está preso para não ser candidato e não porque é culpado (até porque nunca podemos esquecer que ele escolheu ser preso em vez de exilar, coisa que só inocentes fazem, tendo essa escolha). O povão sabe o que é uma armação, sabe o que é plantar arma na mão de inocente morto por engano em favelas. Começa a ver que isso acontece também só com político que defende os pretos e pobres.

    Já é suficientemente ridículo para o judiciário homologar a candidatura de Collor a presidente e barrar a de Lula, por todo o simbolismo que isso representa. Mais ridículo é o STF que absolveu Collor em todas (não sei como estão os inquéritos atuais das Lamborghinis e Ferraris na Lava Jato), negar a Lula sequer o direito a um julgamento justo e de responder em liberdade. Isso sem contar que Jucá, Aécio, Alckmin, os 350 picaretas que votaram no impeachment em nome se sua$ família$, estarão todos soltos e sendo candidatos.

    Quanto mais agentes do judiciário e mais atos arbitrários forem constrangidos a serem praticados, quanto mais jornais coloquem a faca no pescoço de juízes e fardados colocarem baioneta, mais os advogados de Lula colecionam atos para denúnica na ONU e nas cortes internacionais. Tanto é verdade que o STF foge de julgar o mérito do impeachment porque tem vergonha de colocar sua assinatura endossando. Foge de julgar o mérito da nomeação de Lula como ministro da Casa Civil, porque sabem que a liminar que impediu foi um casuísmo para dar apoio ao golpe. O judiciário gostaria de fugir de julgar Lula preferindo que ele se exilasse.

    Colateralmente, o calvário de Lula nos tribunais causa mais pressão no STF e STJ para entregar cabeças graúdas de seus amados amigos tucanos, “para compensar”. Mas não podem, por motivos ocultos a nós, que só eles sabem, e por que senão jogam água no moinho do lavajatismo, que ao STF e STJ só interessou até o impeachment e tirar Lula do páreo.

    Por fim, vamos ao óbivo: a direita golpista faz o jogo deles. Claro que nossas ações do nosso lado geram reações do lado de lá. Mas toda luta política é e sempre foi assim.

  8. se….

    A saída do PT é ir com Lula até as últimas consequências. Se abandoná-lo, na expectativa de retornar ao Poder, ficará sem os dois. Sem sua Referência Histórica e sem Argumentos Políticos para manter seus projetos. Só que poderia ter construído um Estado de Bem Estar Social nos moldes da Alemanha. Altamente socialista, através de Democracia Livre e Soberana, entre Eleições, Plebiscitos e Referndos juntamente com capitalismo de mercado. Ao invés disto arrastou o país ao Caudilhismo arcaico. Vencendo ou perdendo, manterá o País numa mediocridade inaceitável.      

    • Alemanha teve bem estar social quando aqui havia escravidão

      Alemanha começou a ter estado de bem estar social no século XIX com Bismarck, quando aqui no Brasil ainda havia escravidão. O Brasil só começou com Vargas. Lula só chegou ao poder em 2002, e estava no caminho certo, mas no Brasil tem a elite econômica mais vagabunda e prostituta do mundo, que vende sua própria pátria, que odeia o seu povo. Coisa que não existe na Alemanha, Japão, EUA ou em qualquer país que se enxerga como uma nação. Aqui a direita é entreguista, traidora da Pátria, e escravocata. Guerreia contra seu próprio povo em vez de defender a soberania nacional. Nos países ricos a direita pelo menos é nacionalista. Quando governa preserva os objetivos nacionais.

    • Saída?

      Você ditando saída?

      Você não se enganou não?

      Como sugere saída, ir com Lula até as últimas consequencias?

      Usuário contumaz do neologismo esquerdopata, agora sugere uma saída? Com quem?

      Com os esquerdopatas que estão lá em Curitiba dando as suas caras à tapas e que estiveram até domigo em São Bernardo resistindo contra a prisão de Lula?

      Construir em oito anos de governo um modelo de país nos moldes de uma Alemanha secular?

      Não bastam os fascistas rotular Lula como populista e vem você chamá-lo de caudilho?

      O que você quer do Lula?

      Ele serve ou não para os seus desejos?

      Com as saídas travadas para a esquerdopata, sobra o que?

      A saída que sempre vingou?

      A elite continuar dominando o Brasil e mantê-lo como qualquer país africano atrasado.

      Então quer dizer que você considera Lula como referência histórica e com argumentos políticos?

      Mas não foram sempre os esquerdopatas que o apoiaram?

      Ou o Lula sozinho seria o que é?

      Ou então ter consultado você para transformar o Brasil numa Alemanha dos seus sonhos, lógico, sem os esquerdopatas.

      • Saída….

        Da próxima vez tento desenhar. Lula é saída, figura histórica, com argumentos políticos para salvação do seu partido, o PT. Não é mais referência nem para uma grande parte da esquerda. Alias, esquerda que vocês agora rotulam como direita. É muita Bipolaridade. Diz aí Serra, ‘Menino da UNE’? Diz aí Aloisio, guerrilheiro do MR8? Explica para eles, que vocês sáo de direita. Sempre foram !!! Falando em SEMPRE, sempre é muito tempo. Houverão décadas, antes do Pai do Caudilhismo Tupiniquim, ídolo desta Elite Esquerdopata, sua comparsa, de Desenvolvimento e Democracia Plenos. . Um tal assassino sanguinário que fuzilou Estudantes Paulistas Desarmados. Tempo em que esta tal Alemanha, mesmo sob o regime de Bismarck lotava navios e navios com seus Cidadãos em busca de uma vida melhor. De um país em franco desenvolvimento, sob um Governo Republicano e Democrático de Voto Livre e Facultativo. Não apenas Alemães, mas também Japoneses, Italianos, Suiços, Russos, Norte-Americanos fugiam do Terceiro Mundo e do Desespero em que viviam, em busca do Progresso e Liberdade de Terras Tupiniquins. Tudo isto foi destruído e alterado justamente a partir do Caudilhismo Ditatorial e sua Leva de Fanáticos. De 1.o fomos para o 5.o Mundo. O Mundo em que fanáticos creem em SEMPRE. Neste breve peíodo de meio século, a China deixou de ser Colônia Britânica, para se tornar República Socialista, para aletrar sua realidade para um País que usa a estratégia Capitalista de Livre Comércio, para bem estar e desenvolvimento de seu povo. Aqui ainda estamos no SEMPRE. O Brasil se explica.     

        • Desenhar o que?

          Você vai dizer que um quadrado é um circulo?

          Me explicar a teoria dos fractais?

          Me explicar a teoria do caos?

          Se você conseguir, dou a minha mão a palmatória.

          Entendo tanto os seus comentários quanto as teorias do fractais e do caos.

          Se arrisque a desnhar para mim?

  9. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome