Interpretações de Folha Morta, de Ary Barroso

Por ed.

A profunda tristeza de Folha Morta, bela canção de Ary Barroso, numa versão de Dalva de Oliveira, gravada nos EEUU em 1955, e outra mais sentida, com a expressão de Maria Bethânia.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora