Catarina e Jarirí – uma paixão sobre-humana

Indaí, u silêncio, qui in antis dus tirus já éra grandi, fico énórme i impedrificado. U isquisitu é qui tudo uilsso acunteceu in quéstão di poucos sigundos, maisi ficô parecenu qui foi um acuntecimento di hóras. Tião Malafé foi quem quebrô acuéla quiétudi istranha. Pôs u révórvi na cintura i si benzeu in nome du pai + du fio + i du ispritu santo +, amém jésuis, i foi saínu du bar divagarim cumu si tivéssi ça alevantadu sonolento da cama deile. I foi dérrépenti qui um assassinu pur nome di Sanfronho sortô um risadão muito alto i falô anssim:
 
 
– Ieu gosteio di tudo uilsso. Éissa ié a vida dajienti. Matá ou morrê ié quéstã di um tiquim.
 
 
Entoncis, arguém falô cum firmeza qui eiles pricisava chamá a puliça i avisá u patrão pá sabê u qui eile ia falá. Maisi otro disse qui num tinha póbrema não, qui u patrão arrésórveria tudo purqui é amigão das ótoridades. Ieu vi cuando Aselmo pegô u télefone i avisô a puliça, qui chegô rapidim. Três guardinha desceru du carro i entraru cum um sorrizim amarélo, móstranu qui eiles tavam si caganu di medo. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora