Gilmar suspende ação penal da Lava Jato paulista contra Serra

Ministro do STF concedeu à defesa do tucano acesso a detalhes das investigações que envolve propina no exterior, em conta de Verônica Serra

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu a ação penal da Lava Jato contra José Serra e a filha, Verônica Serra, envolvendo suposta propina da Odebrecht e pagamentos em contas no exterior.

Segundo Folha de S. Paulo, Gilmar ainda concedeu à defesa do tucano acesso a detalhes das investigações, sob os procuradores paulistas.

Em julho, a Lava Jato denunciou Serra por corrupção e lavagem de dinheiro transnacional. A decisão de Gilmar suspendendo a ação saiu em 20 de agosto.

O presidente do STF, Dias Toffoli, já havia suspendido duas investigações contra o tucano. Além da acusação agora analisada por Gilmar, Toffoli paralisou uma ação de suspeita de caixa dois na campanha de 2014.

A Lava Jato em São Paulo apresentou na denúncia o caminho do dinheiro da Odebrecht, passando por offshores em nome de um suposto intermediário de Serra, até chegar em conta que está em nome da filha Verônica. O GGN detalhou a denúncia nas reportagens abaixo:

O caminho da suposta propina da Odebrecht até a offshore de Verônica Serra

O que se sabe sobre a conta na Suíça atribuída à filha de José Serra

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora