Governo Bolsonaro se organiza para eleger Arthur Lira

Em troca de vitória de aliado na presidência da Câmara, Planalto oferece cargos no Executivo e liberação de emendas parlamentares

Arthur Lira (PP-AL, à direita) é o candidato de Bolsonaro para disputar a presidência da Câmara dos Deputados. Foto: Reprodução

Jornal GGN – A caneta e o cofre são as armas de Jair Bolsonaro para dificultar a vida dos adversários de Arthur Lira (PP-AL) na disputa pela presidência da Câmara dos Deputados: o presidente pode oferecer cargos, ministérios, empresas estatais, conselhos e emendas parlamentares para convencer deputados a votarem em seu candidato.

Contudo, Bolsonaro ainda teria de se manter cauteloso: em caso de vitória de Baleia Rossi (MDB-SP), seria ruim para o presidente tê-lo como inimigo, como aconteceu com Rodrigo Maia (DEM-RJ), já que porque o MDB poderá se tornar um aliado caso o presidente tenha força política suficiente para tentar se reeleger em 2022.

Segundo o jornal Correio Braziliense, os cargos a serem distribuídos por Bolsonaro (exceto os do chamado primeiro escalão) não devem ir diretamente para os deputados, mas para indicados – existem diversas vagas de cargos comissionados de direção e assessoramento superior (DAS).

Além desses cargos, existem 197 empresas estatais que podem servir de atrativo para indicados que ampliem os poderes, a visibilidade e a influência de parlamentares do Centrão, e diversas estatais permanecem politicamente atraentes, como o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), o Fundo Nacional de Desenvolvimento em Educação (FNDE) e o Banco do Nordeste.

 

 

Leia Também
Os erros do PT que conduzem a Maia, por Wilson Luiz Müller
Baleia Rossi é suspeito em esquema de fraudes em prefeitura
Bolsonaro critica Maia por aproximação com PT
Baleia Rossi confirma candidatura à presidência da Câmara dos Deputados
Arthur Lira foi cobrado por imposto sobre “rachadinha”
O que se ganha e o que se perde fechando com o candidato de Maia no primeiro turno?, por Luis Felipe Miguel
Bolsonaro trava reforma ministerial, após Baleia Rossi conquistar novos apoios

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora