Governo Bolsonaro tem pior índice de respostas pela Lei de Acesso à Informação

Acessos de dados concedidos pelo governo representaram 54% das 86.656 solicitações recebidas entre os meses de janeiro e junho

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O governo Jair Bolsonaro encerrou o primeiro semestre com o pior índice da história em termos de concessão de dados públicos pela Lei de Acesso à Informação (LAI).

Segundo levantamento elaborado pelo jornal Folha de São Paulo, os órgãos federais decidiram abrir as informações em pouco mais da metade dos 86.656 pedidos registrados (54%) durante o primeiro semestre deste ano. No mesmo período de 2019, as aprovações corresponderam a 68%. Já o número de acessos negados permaneceu estável, com 5.578 recusas (6,5%).

Ao contrário do que aconteceu nos últimos dois anos, onde “governo e política – administração pública” foi o assunto mais buscado, o tema de maior interesse em 2020 é o coronavírus, com 10.816 solicitações, o que representa 12,63% do total, seguido pelas questões ligadas à administração pública, com 10.351 pedidos (12,08%).

 

Leia Também
Quem não faz a nossa luta, faz a luta dos generais, por Rômulo Moreira
Especialistas criticam pedido de documento de usuário por rede social
Bolsonaro pode usar pandemia para preservar parte de capital político
Após bronca de Bolsonaro, Exército prepara novas portarias sobre armas e munições

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora