Recado do Nassif: o fundamentalismo e a mão de Deus em Barroso e Dallagnol

O original foi tocado pela mão de Deus para salvar os pobres e descamisados. Os novos Conselheiros receberam a missão de salvar o Brasil dos pobres e descamisados.

Uma das facetas mais curiosas do fundamentalismo religioso brasileiro são os chamados fundamentalistas hi-tech. Transitam em ambientes pretensamente modernos, têm-se em conta como agentes da modernidade e da civilização, e são uma espécie de Antônio Conselheiro às avessas.

O original foi tocado pela mão de Deus para salvar os pobres e descamisados. Os novos Conselheiros receberam a missão de salvar o Brasil dos pobres e descamisados.

São imbuídos do mesmo espírito redentorista dos velhos bruxos. Ao contrário dos demiurgos, ambicionam prazeres muito mais terrenos. Ou seja, são tocados pela mão de Deus para salvar o país, mas querem sua parte em compensações mundanas imediatas.

De Deltan Dallagnol já se sabia dessa face, meio mística, meio argentária. No caso de Luis Roberto Barroso, o livro “Os Onze”, de Felipe Recondo e Luiz Weber, sobre o STF (Supremo Tribunal Federal) relata como sua supina vaidade foi crescendo até o ponto de, em certo momento, ver a mão de Deus conduzindo seu destino manifesto, de pregador do novo iluminismo.

O toque divino veio através do médium João de Deus. Diagnosticado com câncer, Barroso foi se tratar com João, e Deus mandou o recado: “Você não vai morrer: você tem uma missão a cumprir” (página 209). E Barroso, que se pretendia um seguidor terreno de Joaquim Nabuco, Ruy Barbosa e San Tiago Dantas, foi literalmente para o além. Tornou-se um pregador, não no deserto, mas nos salões. E com belos cachês porque, afinal, não é todo dia que os fiéis podem falar diretamente com um ungido de Deus.

Leia também:  CORRUPÇÃO. Notas torpes sobre Lula, Moro, Deltan e um general, por Armando Coelho Neto

É essa a tragédia brasileira, o supremo paradoxo, dos babalorixás de gravata usarem como discurso o iluminismo e o processo civilizatório.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Prezado Nassif: Quando leio um texto conciso e substancioso como esse, penso que a diante da indigência e mediocridade de nossa imprensa atualmente (salvo honrosas exceções) - nossa mídia não merece mais um jornalista do seu quilate. O pecado preferido do diabo ainda é a vaidade e ela é mesmo a raiz de todos os males, mas, ao que parece os pastores fundamentalistas que se elegeram como salvadores da pátria, não leram essa parte do livro da Sabedora, da Bíblia. Os falsos profetas continuam medrando e o solo infelizmente é fértil para esse tipo de erva daninha.

Sioney da Silva

29 comentários

  1. Prezado Nassif:
    Quando leio um texto conciso e substancioso como esse, penso que a diante da indigência e mediocridade de nossa imprensa atualmente (salvo honrosas exceções) – nossa mídia não merece mais um jornalista do seu quilate. O pecado preferido do diabo ainda é a vaidade e ela é mesmo a raiz de todos os males, mas, ao que parece os pastores fundamentalistas que se elegeram como salvadores da pátria, não leram essa parte do livro da Sabedora, da Bíblia.
    Os falsos profetas continuam medrando e o solo infelizmente é fértil para esse tipo de erva daninha.

    24
  2. “Fantártico”, como diria o Tiririca.
    Mas também, o que esperar de um criminoso ungindo outro senão o reforço do mal?

    11
    • Olá Amoraiza,tudo bem com você?Fiz elogios mil ao périplo da Presidenta Dilma mundo afora e nem um elogio da sua parte.Acho que ficou aborrecida com a resposta que lhe dei,depois de provocado por ti.Nem leva a mal,defendemos a mesma causa,acho eu.

  3. deus, mão, joão, supremos conselheiros, demiurgos, ungidos, pro-curadores, bravatas iluministas, toda a parafernália sagrada vinda do Norte passa ao largo dos babalorixás trazidos pelo sol.

  4. Os comentários de Nassifão,para os íntimos dele,”concisos e substanciosos”,tenho para mim,que todos os são,principalmente sobre o Iluminista Vagalume,Roberto Barroso.Alguns como este acima,dou vazão aos meus instintos mais primitivos,maiores até dos de Bob Jefferson.Fico a imaginar Barroso tentando a cura do câncer com João Comia Quieto de Deus,e intra muros,baixasse o esprito de Picasso.Aí minhas senhoras e meus senhores,recorro ao impagável Ari Barroso quando Telê Santana,ponta esquerda do Fluminense,engatava uma quinta turbinada em direção ao gol do Flamengo:”Lá vai Telê,eu não quero nem olhar.”

  5. Esses lavajateiros foram “tocados” pelo papo MBA e “coaching”, isso, sim. Isso está claro desde os anos 90. E vale não só pra classe média, de profissionais liberais ou do serviço publico, já contagiou a sociedade de cabo a rabo. Há muito que já transbordou o mundo dos negócios e da publicidade; está escancarado no entretenimento, no esporte, na religião, em tudo….

    Não é nada a toa que querem tirar História, Sociologia e Filosofia das escolas e botar só biblia e coaching.

    20
  6. Sim…Expôs a falta de méritos, a suprema ignorância, narcisismo doentio da elite nacional. Mostrou o pior do Judiciário – tudo isso para horror e expurgo de uma pequena e putrefata parte que assola o Brasil. E não é que está cumprindo a Missão Divina mesmo? Pena que tenha barganhado com Mefistófeles (agora preso sob acusações de perversões) ao invés de uma conversa redentora com o Todo Poderoso. Como diria o cabo Daciolo “Glória a Deuxx”.

  7. Barroso ficou tão vaidoso que, dizem ali no salão de beleza que frequentava, sua mudança o d3ixou irreconhecível. Antes, ia cortar o cabelo acompanhado da esposa e da filha. Conversava com todos e dizia que lá no STF perdia dinheiro. Ganharia mais se ficasse lá no seu escritório. De uns tempos pra cá deixou de frequentar o salão. Eh o salão que vai até sua casa para fazer barba, cabelo, bigode, contorno e retorno.

  8. Peço vênia a Nassif para uma importante observação.Já que estamos falando de fundamentalismo,vejam esta.O fundamentalista lavajatista antilulista até a medula,Josias de Souza,o Bode da Felha,saiu-se com esta perola:Vendo a lamina descendo rumo ao pescoço da Lava Jato em velocidade luz,com as prisões da larapios lavajatistas ou lavajatistas larapios incrustados no ventre da Receita Federal do Brasil,comandados por um gatuno de sobrenome Canal,unha e cutícula com a dupla Moro/Dallagnol,pediu penico e deblaterou:”punam-se os fiscais corruptos,não a Receita”.Eu pensei que cinismo e molecagem tinham limites,mas pra ele não.Liquidaram,esfacelaram,dizimaram as maiores empresas brasileiras em nome de um projeto canalha de poder,onde ele atua como um dos seus maiores protagonista dentro conglomerado mafímidiático,esqueceu-se de dizer no momento certo:Punam-se os corruptos,preservem as empresas e centenas de milhares de empregos ceifados sem a menor necessidade.Sem ter muito o que fazer,enviei-lhe uma banana com os dizeres:Aceite que dói menos.

    • Realmente… Dias estranhos esses…
      Quando as palavras dos nossos inimigos são em nosso favor, elas ganham mais força que as nossas próprias palavras.
      É a palavra insuspeita.

      3
      1
  9. Prezado Nassif,

    Seu argumento é interessante, mas não entendi a referência a Babalorixá, totalmente deslocada. Associando nossas práticas ao que não presta. Poderia usar pastor, rabino, padre ou outra designação qualquer não é? Sua escolha é uma manifestação que revela desconhecimento e preconceito contra as religiões de matriz africana. O GGN, neste ponto se iguala ao pensamento hegemônico brasileiro que é estrutural racista. Lamentável .

  10. Quando seres humanos funestos como João de Deus, bispo Macedo, Malafaia, RR Soares, Valdomiro e tantos outros estelionatários da fé religiosa começam a pulular na sociedade como moscas na carne podre, é hora de começar a considerar o ateísmo ou o agnosticismo, antes que seja tarde demais.

    • Creio que ateísmo não. Penso que somos seres materiais e espirituais, só não precisamos nem devemos pagar pedágio aos picaretas da fé para falar com Deus, conforme cada um O concebe. Os que se apóiam nesses pastores corruptos, assim como nos padres-celebridade da igreja católica de direita, o fazem por interesses os mais inconfessáveis; zero de Amor e Caridade. Portanto, se equivalem aos Malafaias e Macedos etc e se merecem!

  11. Faltou “criatividade” na ilustração! Oque mais representa estes pústulas protestantes, não deveria ser o habito de freiras. São protestantes pseudo puritanos. Pensem numa próxima ilustração

  12. Vivendo e descobrindo… Nem vou tecer comentario sobre alguém em momento dificil procurar ajuda de qualquer divinidade, porém acreditar em missão… Não faz muito tempo falei aqui do filme de Herzog, “Aguirre, o odio de Deus”. Eh a historia de uma expedição espanhola que parte para conquista do Eldorado na América do Sul e um dos aventureiros é Aguirre, personagem que se pensa iluminado e é megalomano. Em nome da sua missão, cometera todas as formas de perversidades possiveis. O filme de 72 e é bem atual para o Brasil distopico de 2019.

    3
    1
  13. Mateus 23:27 (sepulcros caiados, brancos por fora e podres por dentro).
    Dallangnol e Barroso, hipócritas que não praticam o que falam.

  14. o centro-oeste sempre foi um perigo nessa seara. Ali está tudo nesse ramo do além, do aquém e do porém. Seitas de todos os tipos e para todos os gostos. E eu na minha ingenuidade pondo tudo só na caderneta da crentaiada

  15. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome