Senado cobra Salles por multas aplicadas pelo Ibama

Comissão pede levantamento das multas pagas e judicializadas entre 2015 e 2020 contra queimadas e desmatamento ilegal no Pantanal e na Amazônia

Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente. Foto: Carolina Antunes/PR

Jornal GGN – O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, foi convocado pelo Senado Federal para prestar esclarecimentos sobre as multas aplicadas pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) entre os anos de 2015 e 2020.

O requerimento foi aprovado nesta sexta-feira pela comissão que acompanha as ações no Pantanal, mas que também vai englobar a região amazônica. O foco será nas punições contra queimadas e desmatamento ilegal, considerando todas as multas lançadas, pagas e judicializadas nos últimos cinco anos.

De acordo com o jornal O Globo, as informações devem ser encaminhadas ao Senado em até 30 dias. Se o detalhamento não for apresentado, Salles pode ser acusado de crime de responsabilidade.

Segundo a senadora Simone Tebet (MDB-MS), autora do requerimento aprovado, os parlamentares tentaram acessar esses dados no site do Ministério do Meio Ambiente e do Ibama, mas não obtiveram tais informações, no que a senadora interpretou como uma falta de transparência que dificulta o monitoramento dos dois órgãos.

 

Leia Também
Em favor de Salles, TRF-2 derruba proteção a manguezais e restingas
Fundir ICMBio e Ibama é “gigantesco e inaceitável retrocesso”, diz Marina Silva
Governo Bolsonaro estuda fusão do Ibama com ICMBio
Bolsonaro fala em militarizar a Amazônia contra “cobiça” internacional

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. Sobre este imbecil meu comentario sempre será o mesmo: “está no top ten dos ligados a este desgoverno cujo prazer de ver na tranca será imenso”
    Alem do que é um folgado. Frouxo, mas folgado.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome