Aliados de Bolsonaro tentam moderar discurso antes do 07 de Setembro

Cresce temor de que discurso autoritário do presidente ganhe legitimidade com as ruas cheias no feriado nacional

Jornal GGN – Os protestos de 07 de Setembro aumentaram o receio entre os políticos sobre o tom autoritário de Jair Bolsonaro, ao ponto de partidos começarem a moderar seu discurso diante de um eventual discurso inflamado para os militantes.

Tanto aliados como adversários do governo disseram ao jornal Folha de São Paulo que a adesão aos manifestos será um divisor de águas para testar a força de Bolsonaro – e isso pode legitimar os ataques bolsonaristas contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e reforçar as falas contra as instituições, inclusive insistindo no já derrotado voto impresso.

Clique aqui e veja como você pode colaborar com o jornalismo independente do GGN

Políticos têm atuado junto a Bolsonaro para convencer o presidente sobre uma fala mais moderada. Para eles, o presidente pode ficar “mais calmo” caso veja que a população ainda o apoia. Caso contrário, se os manifestos pró-Bolsonaro ficarem abaixo do esperado, pode ser o gatilho para as marchas contra o presidente.

As pressões das ruas também serão termômetro inclusive sobre os confrontos do presidente contra o ministro Luís Roberto Barroso, atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pois existe o temor de que Bolsonaro mude de ideia em seu pedido de impeachment contra Barroso conforme as manifestações de 07 de Setembro.

Leia Também

Bolsonaro pode cometer crime inafiançável no 07 de Setembro, diz Lewandowski

“Não somos três Poderes, somos dois: Executivo e Legislativo”, diz Bolsonaro

Justiça de SP define que Doria não pode vetar ato contra Bolsonaro no dia 7 de Setembro

0 Comentário

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador