Início Editoria Economia

Economia

Entenda o que é “mínimo existencial” que pode bloquear pagamento de dívidas

Enquanto governo não regulamenta lei sobre índice de quanto uma pessoa endividada pode ter de desconto na conta, Procons estaduais orientam limites e Justiça decide bloqueio para “despesas de sobrevivência”

No terceiro trimestre, PIB recua 0,1%; país entra em recessão técnica

A inflação em alta ajuda na piora da atividade econômica. O índice acumula alta de 10,73% em 12 meses encerrados em novembro, o que prejudica o consumo e ajuda na estagnação da economia.

Governo recua e reconhece que foram fechadas 191 mil vagas e não criadas 75...

Dados do Caged mostram ainda que houve uma queda real de 4,3% no salário médio de admissão na comparação com outubro do ano passado.

Governo corta gastos “sociais” e reduz abono e seguro desemprego em 28,3%, por Lauro...

Os recursos direcionados para pagar juros na ciranda financeira não acrescentam um único emprego, não ajudam o setor privado a produzir um mero parafuso que seja.

Mais arrocho em cima do arrocho, por Paulo Kliass

O apego de Guedes ao posto se escancarou de forma desavergonhada ao aceitar colocar sua assinatura nas gambiarras para furar o teto de gastos sem assumir a coragem de dizê-lo abertamente.

As grandes ameaças à inflação brasileira, por Luis Nassif

Todos esses dados trazem uma enorme instabilidade para 2022. E a miséria e a fome continuará se espalhando por todo o país.

Nota do Cofecon – Condições para superação do teto de gastos

Por eleição, o governo tem conduzido a política econômica com prioridade absoluta em reduzir o endividamento público, inverte a narrativa e adota manobras casuísticas

Guedes quer novo ministério para venda de ativos federais

Em evento, ministro da Economia diz que proposta já foi apresentada ao presidente; recursos seriam direcionados ao social

Informais e subocupados respondem por oito entre cada 10 novos empregos, por Lauro Veiga...

Na prática, os dados da PNADC mostram uma deterioração constante e crescente do mercado de trabalho.

Bancos, supermercados de dinheiro, por Luiz Alberto Melchert de Carvalho e Silva

Há muito que os bancos pararam de estudar a viabilidade de projetos, seja para empresas por abrir, seja para outras já abertas. Eles só fazem o que já é testado e com garantias de alta liquidez.

O multilateralismo e a questão da saúde global, por Luis Nassif

Enquanto mais de um terço da população mundial está totalmente vacinada, na África a participação é de apenas 6,7%

Aprovação da PEC dos Precatórios é favorável apenas para quem deve

Algumas dívidas judiciais estão em inadimplência há mais de uma década; moratória deve durar até 2029

Num vice-campeonato nada honroso, inflação no Brasil só perde para Turquia, por Lauro Veiga...

Considerando apenas os preços da energia (que incluem, no caso, também petróleo e derivados, além da eletricidade), o Brasil lidera por larga distância, superando inclusive a Turquia por uma margem confortável

Omicron leva mercado brasileiro a acompanhar queda internacional

Índice da Bolsa de Valores de São Paulo fechou o dia em queda de 3,39%, enquanto a cotação do dólar se aproximou dos R$ 5,60

Temor com nova variante derruba mercado financeiro internacional

Em meio ao feriado nacional nos EUA, vírus aumenta incertezas e afeta negociações nas bolsas e nos mercados de commodities; analistas pedem cautela

Moro significará a ditadura das corporações públicas, por Luis Nassif

Com ou sem rumo, as eleições de 2022 serão decisivas para o futuro do país. Provavelmente, serão as eleições mais decisivas da história.

Combustíveis respondem por 61% da alta do IPCA-15 de novembro, por Luis Nassif

Aumento de custo dos insumos na ponta da oferta, aumento do custo do dinheiro na ponta do consumo, impedirão qualquer veleidade de recuperação da economia em 2022.
Posto de gasolina nos Estados Unidos

Biden usa reserva de petróleo dos EUA para conter aumento do preço dos combustíveis

Reserva foi criada pelo Congresso americano como parte da Política de Energia e Ato de Conservação de 1975, em resposta a uma crise global do petróleo

Financeirização, precatórios e modelo chinês, por Luis Nassif

É nessa quadra, que o modelo chinês desponta, mas fundado em governo forte, não democrático. O aval do Partido Comunista tem permitido aos dirigentes chineses investir contra as principais distorções da economia mundial

Belíndia, Italordânia e Suegi, por Marcio Pochmann

Desde o golpe de Estado de 2016, a plena retomada do receituário neoliberal implodiu a convergência expansionista entre rico e pobre identificada no acrônimo da Italordânia, adverte Pochmann