TRF-4 contraria Sergio Moro e pode condenar Cláudia Cruz por evasão e lavagem de dinheiro

Foto: Agência Senado
 
 
Jornal GGN – Absolvida por Sergio Moro, Cláudia Cruz, esposa de Eduardo Cunha, tem chances de ser condenada em segunda instância pelos crimes de evasão de divisas e lavagem de dinheiro.
 
O julgamento no Tribunal Regional Federal da 4ª Região já acumula 2 de um total de 3 votos pela condenação da jornalista. O terceiro desembargador a votar, Victor Laus, fez um pedido de vistas que suspendeu o julgamento por tempo indefinido.
 
Segundo informações do portal UOL, João Gebran Neto votou para condenar Cláudia pelo crime de evasão de divisas. Já o desembargador Leandro Paulsen acrescentou a condenação por lavagem de dinheiro.
 
Cláudia foi acusada pelo Ministério Público Federal de ter usado e escondido recursos em contas no exterior que teria sid abastecida por Eduardo Cunha com dinheiro de esquemas de corrupção envolvendo a Petrobras.
 
Moro não quis condenar a jornalista alegando que ela não sabia que os recursos eram fruto de ilegalidades. Ele apenas a repreendeu por gastar todo o dinheiro em viagens e lojas de luxo na Europa e Estados Unidos, sem se perguntar como que seu marido cobria essas regalias. O juiz determinou, à época da condenação, o confisco de R$ 632 mil em uma das contas na Suíça.
 
Já na visão dos procuradores da Lava Jato, Cláudia Cruz tinha noção de que os luxos eram pagos com desvios e com as viagens e compras em lojas de grife estava, na prática, lavando dinheiro.
 
ANDRÉ VARGAS
 
Ainda de acordo com o UOL, o TRF-4 também suspendeu o julgamento de André Vargas por recebimento de propina num total de R$ 980 mil. O desembargador Leandro Paulsen votou pela absolvição do ex-deputado, enquanto Gebran Neto manteve a condenação.

16 comentários

  1. Com certeza vão condená-la,

    Com certeza vão condená-la, mas vão obrigá-la, com certeza a cumprir a prisão em liberdade…

    Fim do Foro privilegiado foi quase a mesma coisa, com a diferença que quem solta é a primeira instancia sem TV…

    E o STF fica bem na fita…

    Somos um bando de trouxas…

     

  2. mariola

    Aposto uma mariola que os valentes desembagrinhos não terão coragem de grampear a dona Claudia. Nem a filha.

    Acontece que aquele Grande homem (Kunha) que vive às custas do estado, isso acontecendo, derruba novamente a República.

    Com judiciário, com globo, com os militares, com tudo.

  3. Já ia dizer que: Algo os

    Já ia dizer que: Algo os sobrinhos do Pato Donald, segundo o Nassif, não tem em comum com o Moro, o Cunha. Cunha seria rabo preso de Moro e os sobrinhos nada tem a ver com isso.

    Mas eis que leio a informação ” O terceiro desembargador a votar, Victor Laus, fez um pedido de vistas que suspendeu o julgamento por tempo indefinido.”

    Ou seja, os votos do Huguinho e do Zezinho foram dado em sintonia fina com o do Luizinho, como sempre. Combinaram voto de novo, que graça os três. 

    Huguinho e Zezinho mostram que não são pau mandados do Tio e não perseguem ninguém. Luizinho pediu vistas e aceitou fazer o sacrifício pelos três. Irmãos de sangue mesmo, super unidos na pataquada

  4. Na teoria, quando um juiz

    Na teoria, quando um juiz pede vistas, é para estudar melhor o processo.

    No judiciário brasileiro, a primeira pergunta que vem à mente é: quem ele quer chantagear ou proteger?

  5. Os Tres Patetas estão

    Os Tres Patetas estão brincando de fazer justiça e divergindo. Calma, que eles consertam para o amigo Moro. 

    Fim do foro privilegiado e demissão de juizes que destroem a instituição judiciário já.

  6. Huguinho, Zezinho e Luisinho

    Huguinho, Zezinho e Luisinho são muito ruins para disfarçar.

    Querem algo de Cunha e colocam a faca no pescoço dele.

    Quem sabe não é mais pressão do golpe pra cima do Vampirão.

  7. Depois do acordo com Dario Messer, Cunha descapitalizou-se

    A recente “investida” e anúncio “fake” de mandado de prisão contra o doleiro dos doleiros, Dario Messer – que tem tripla cidadania, brasileira, paraguaia e israelense, além de ter no bolso dezenas de juízes, procuradores, banqueiros, donos de veículos do PIG/PPV, etc. – parece ter descapitalizado e tirado do gângster Eduardo Cunha (com seus dossiês da Kroll, mostrando as facatruas sos lavajateiros e outros do sistema judiciário) o poder de chantagem que garantiu a impunidade de Cláudia Cruz e filhas dele. Mas EC é ardiloso e deve dar uma resposta aos lavajateiros. a ver.

  8. Pai Moro

    Sergio Moro repreendeu Claudia Cruz por gastar dinheiro roubado do erario em lojas de luxo etc. So faltou dizer a ela para ser mais discreta quando for ao exterior, gastar pouco a pouco a bunfunda publica, sem ser espalhafatosa, sem dar muito na vista… Mas se fosse dona Marisa…

  9. O $érgio Moro escudou o Temer contra as perguntas do Cunha

    O $érgio Moro indeferiu as perguntas formuladas pelo Eduardo e dirigidas ao Eduardo Cunha que o colocariam em saia justa. O Camundongo de Curitiba bem que tentou mas não conseguiu tapar o sol com a peneira.

    Depois absolveu a Cláudia Cruz, alegando que ela não sabia que toda aquela farra consumista que ela fazia no primeiro mundo era incompatível com os ganhos lícitos do Eduardo Cunha.

    A Dona Marisa não teve a mesma sorte da Cláudia Cruz.

  10. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome