Justiça condena Paulo Henrique Amorim por ofensas a Ali Kamel

Enviado por jns

Do Correio Braziliense

Apresentador da Record é condenado a prisão por ofender diretor da Globo

O processo leva em conta textos escritos pelo comunicador da Record no blog jornalístico Conversa Afiada

A Justiça condenou o apresentador do Domingo Espetacular, o jornalista Paulo Henrique Amorim, a cinco meses e dez dias de prisão, além de multa por ofender o diretor de jornalismo da TV Globo, Ali Kamel. O processo leva em conta textos escritos pelo comunicador da Record no blog jornalístico Conversa Afiada, mantido por ele de forma independente na internet. A 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo enxergou calúnias, injúrias e difamações praticadas por Amorim nas publicações feitas no endereço eletrônico.

De acordo com a decisão, Paulo Henrique ofendeu e tachou de racista Ali Kamel ao comentar o teor do livro Não somos racistas – Uma reação aos que querem nos transformar numa nação bicolor, escrito pelo jornalista da Globo sobre as cotas raciais adotadas no Brasil. O acórdão judicial sublinha palavras usadas por Paulo Henrique para se referir ao colega de profissão: “livro racista”, “homem trevoso” e “estimula o racismo”. A ação movida por Kamel na esfera cível foi aceita nas primeira e segunda instância. 

A decisão colegiada também observa os comentários do jornalista da Record no blog particular como um ataque à reputação de Kamel, “afinal, ter escrito uma obra preconceituosa e discriminatória fere inegavelmente o conceito de qualquer pessoa”. Na oitiva feita pela Justiça, Paulo Henrique Amorim afirmou não pretender atingir a honra do jornalista autor da ação no Judiciário. A pena foi agravada pelo fato de os textos terem sido publicados na internet. Mas ainda cabe recurso da decisão da Câmara Criminal em instâncias superiores.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

69 comentários

  1. Kamel não precisa da lei do direito de resposta.

    Para ele vale o acesso ao judiciário.

    quando provoca = vítima de calúnia

    quando é acionado = liberdade de imprensa.

  2. A Justiça brasileira é a

    A Justiça brasileira é a justiça brasileira. A crítica sobre um livro se transforma em ofensa pessoal. Provavelmente nos processos que o Lula move contra a Globo as ofensas pessoais e mentiras publicadas sobre o cidadão Lula serão transformadas em “críticas sobre um livro”.

    Afinal para juizes semi analfabetos que nunca abriram um livro que não fosse para decorar códigos e leis para passar num concurso, livro e calúnia são a mesma coisa.

    • Cara Vera, desculpe

      Cara Vera, desculpe discordar, mas não se trata de falta de instrução ou leitura dos juízes.

      É nada mais que a defesa da plutocracia mesmo, na veia.

      Quanto a Lula, irá sempre perder em um judiciário cuja qualquer ação quase sempre protege a plutocracia.

      • Seu comentário é excelente,

        Seu comentário é excelente, mas também podemos dizer:

        São ANALFABETOS nas qualidades : ÉTICA, MORAL, DESCÊNCIA, LEGALIDADE, IMPARCIALIDADE, ETC… , que são princípios do DIREITO E JUSTIÇA. O que os torna por tabela, analfabetos sem instrução.

        Como foi dito, leram apenas para passar em concurso, mas na hora de se colocar em PRÁTICA, têm atuação de QUALQUER COISA, MENOS de juízes.

    • Lembranças

      Será que alguem lembra de uma sentença que absolveu algum jornalista da globo, em  caso semelhante.?

      Se alguem tiver por favor publiquem aqui, assim teremos um painel. Eu me lembro vagamente de ter ficado chocado com  uma absolvição absurda em nome da liberdade de imprensa

  3. Interessante como a

    Interessante como a “liberdade de expressão” não vale para todos! Mas é um tiro no pé, pois agora quando qualquer vasalo dos barões da mídia falar em sensura contra qualquer tentativa de reformar o sistema de comunicação no Brasil iremos sempre lembrar do caso de como PHA foi sensurado por uma dessas empresas de comunicação!

  4. Nem ao céu, nem à terra

    É evidente que o julgamento célere (para o padrão do judiciário brasileiro) e o fato de a Globo estar envolvida trazem nuances ao caso. Fico imaginando se os ativistas da Veja tivessem tratamento semelhante do judiciário — pq a veborragia panfletária é a mesma.

    No entanto, convenhamos: dizer que Ali Kamel “é um dos esteios mais sólidos do pensamento racista brasileiro” (por PHA) é ultrapassar uma linha de opinião. É chegar a uma acusação, uma ofensa no fim das contas.

     

  5. estou com PHA
    PHA,Pode contar com nosso apoio.

    Quanto ao outro vou continuar fazendo propaganda negativa.

    Sera que vai me processar?

    Será que no Brasil me tiraram o direito de falar mal das pessoas que não gosto?

  6. Engraçado.
    – Um jornalista é

    Engraçado.

    – Um jornalista é condenado à prisão por criticar uma “obra” do mais poderoso editor do Brasil que prega que não existe racismo no país (apenas para atacar a política de cotas), sendo que muitos estudos e entidades dizem que a negação do racismo no país apenas reforça o mesmo.

    – Por outro lado, um suposto humorista queridinho da plutocracia se refere claramente a um negro como “macaco” em público e é absolvido.

    Eis a Justiça seletiva do Brasil, onde a plutocracia sempre ganha.

    Por isso nunca mais me aventuro em mover ações judiciais contra membros da putocracia. Estou pensando mil vezes antes de mover uma ação judicial contra uma famosa instituição de ensino que se recusa a cumprir a lei sobre atestados de ausência emitidos por obstetra a uma gestante.

  7. Se o PHA for preso por causa
    Se o PHA for preso por causa disso não sobrava um do PiG. E mais, com um livro estúpido desses o Kamel queria o que? Que os sociólogos batessem palma? Quer dizer, ele tem a liberdade de escrever merda e nós, como leitores, temos o direito de permanecer calados. É brincadeira isso, só pode

  8. Você sabe que a justiça de um

    Você sabe que a justiça de um país está morta quando ela pune quem fala a verdade e protege quem pratica crimes (neste caso o crime de racismo, mesmo camuflado)

  9. Amigos, isto só pode
    Amigos, isto só pode acontecer porque está por tras deste diretor da Globo, o poder desta emissora do PIG, de outra forma não aconteceria, pois o PHA não cometeu nenhum crime!

  10. Que justiça é essa rapaz? A

    Que justiça é essa rapaz? A que se deve tanta subserviência das autoridades togadas aos chantagistas da rede bobo de canalhice? Vá a PQP! Com tanta covardia.

    Orlando

  11. kamel um testa da cavolo

    Sou preconceituoso sim, nunca vou ler qualquer coisa escrita por este pio muçulmano. Forte nos costas quentes e patrocinado pela globo escreve um libelo com a pretensão da verdade corânica. O pio praticante não admite critica, aquilo que o céu revelou pela sua intercessão é absoluto.

    Dentro do meu preconceito acho o livro que não li e nunca vou ler uma merda, me processe.

  12. PHA preso. Youssef premiado com 100 milhões de reais

    Deixa eu vê se entendi: Kamel faz afirmações que são repetidas por um jornalista. No caso nem chegou a emitir uma opinião que não diga respeito a realidade dos fatos,  apenas comentou a partir de citações. Na sequência o jornalista é processado e a poderosa Globo, que manda no Judiciário em todas as instâncias, consegue prender o jornalista. A mesma Globo aliada ao sistema penal de um pais prá lá de surrealista conseque liberdade para o bandido Youssef que, por ter tido alguma coisa que os inquisidores queriam ouvir, será colocado em liberdade e sairá com 100 milhões de reais no bolso. Coisas de um pais estranho…

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/168519/Youssef-pode-sair-da-Lava-Jato-com-R$-100-milh%C3%B5es.htm

    , estamos ou não sob uma ditadura do sistema midiático-penal, como é possível uma emisssora de TV ter tanto poder sobre as Instituições, e ainda há quem defenda esse estado de exceção pq acha que a taca não lhe atinge, ou será que não sabem que, só para citar um exemplo, Lacerda foi cassado, será que não sabem, ou então parem de defender a quebra do estado democrático de direito

     

  13. Não vi nenhuma calúnia nas

    Não vi nenhuma calúnia nas palavras do PHA. A não ser que falar a verdade tenha virado calúnia.

    O Judiciário brasileiro existe para defender os poderosos e o resto que se dane.

    grupo globo = Câncer metatástico.

    Isto ainda via matar o Brasil.

  14. Ué, o cara escreve um libelo

    Ué, o cara escreve um libelo ao racismo (“livro racista”), trabalha numa organização racista (“estimula o racismo”) dirige e pratica um jornalismo de cunho preconceituoso, xenófobo, golpista, machista, manipulador, mentiroso e outros adjetivos que me fogem à mente (“homem trevoso”) . E o excelentíssimo Juiz ainda condena PHA por ter dito a verdade sobre aquele crápula?

  15. Um pornoesclarecimento aos

    Um pornoesclarecimento aos nossos juizes sobre o que é certo e o que é justo, (matéria, alias, de amplo conhecimento de nosso público masculino):  Meritíssimos; Se coloco na frente é certo mas não é justo; se coloco atrás é justo mas não é certo.  Deu prá entender?

  16. Isso é só uma pequena mostra

    do chumbo grosso que vem por aí. Por exemplo, blogs como o CAF, Luis Nassif, Viomundo etc serão perseguidos cada vez mais. Isso tudo por causa do republicanismo do Lulinha paz e amor e da Dilma. Agora vemos o Lulinha paz e amor todo nervosinho dizendo que vai reagir. Agora é tarde. Muitos blogs ditos sujos imploraram para que o Lulinha paz amor reagisse quando ele tinha um capital político expressivo e não reagiu.

     

     

  17. Nassif,
    É uma patifaria este

    Nassif,

    É uma patifaria este poder judiciário do Brasil.

    É sem a menor dúvida dos três poderes  o  mais corrupto, inepto, hipócrita, parcial, vagabundo ( 3 mese de recesso por ano) e caro ($) para o povo brasileiro, 1,3% do PIB. É um absurdo.

    Todos os membros sem exceção devem ser colocados no olho da rua e o Brasil deve refundar um Poder Judiciário digno.

    Não tenho a menor dúvida de que a causa de todos os problemas, sem exceção, que o povo brasileiro sobre é este “poder” que não é poder.

    Estão brincando com o povo brasileiro.

    Basta !!

    Genaro

  18. … fogueira das vaidades do

    … fogueira das vaidades do maravilhoso mundinho da mídia em tempos de bispos publishers charlatões medievais 171 e seus jornalistas d’antenados consorte ou sensorte, tanto faz, a mediocridade da conversa fiada é a mesma…

  19. E o processo contra a Globo ?

    Pelo não pagamentos de impostos, e que sumiu, ou melhor, foi roubado por uma ex funcionária da justiça. Quando uma emissora de TV torna-se um partido político a defender seus interesses escusos e aplaudir todas as medidas da justiça contra um partido, e não sofre nenhum tipo de repreensão, quem sofre somos todos nós, neste país do Plin Plin.

  20. Esperar o que de SP?

    Esperar o que de um tribunal de Justiça de SP? O mesmo que fecha os olhos para os crimes de privação da vida por falta d’água, os escandalos do metrô paulista, as agressões a estudantes adolescentes e professores, ao roubo de merenda escolar, às viagens da primeira dama, etc, etc….

  21. O PHA preso? Legal. Os

    O PHA preso? Legal. Os Marinho sonegam e com nossa grana pagam o Kamel, lambe-saco de patrão, e o PHA é que é preso. Proponho como protesto um campeonato para ver quem cria as melhores ofensas ao dito cujo, que é sim cúmplice do rascimso pois tenta escondê-lo. 

    Já começo com chupa-saco de patrão, mas vou pensar em outros

  22. GGN No Automático

    Essas transcrições de matérias do PIG pelo GGN, “no automático”, ajudando-os a repercutirem “o desejado”, no caso em questão, atingir a imagem de PHA, multiplicam-se e são por demais estranhas e inexplicáveis, senão pela preguiça ou desatenção.

    Afinal, qual a dificuldade de ao menos juntar a matéria de PHA sobre o mesmo fato, por acaso, o outro lado?    

  23. A pipa voa porque o vento sopra contra.

    Seria muito bom que o PiG inteiro repercutisse isto, quanto mais vento soprar contra melhor.

    Me lembro da primeira eleição da Dilma, quando o PiG ficou com medo de bater no Lula. Eu torcia para que eles cometessem este erro e eles nada!

    Porém, agora eles não aguentaram e foram com tudo!

    Coitados!!!

    Fizeram tudo o que não podia.

    Agosto tá chegando!!!

  24. A batata dos racistas está assando. Todo racista é doente mental

    São racistas sim, quase todos, os jornalistas da Globo, da BAND, da RBS, SBT, Folha, Estadão VEJA, nem são todos contra os judeus, mais a maioria quase absoluta é contra os negros, alguns muito dissimuladamente como o Veríssimo, mas lendo direitinho se percebe. Em 1964 os EUA racistas e segregacionistas oficiais, que com suas agências de espionagem CIA, FBI, despejaram rios de dólares, para sabotar nossa democracia, através de fundações ‘insuspeitas’ como aquela fundada pelo maior racista de todos os tempos, antes do Hitler, o Henry Ford, FHC por exemplo recebeu dinheiro da F.Ford, para fundar o IBADE, que agia contra o progresso econômico brasileiro, e a favor do entreguismo e do dependentismo aos estrangeiros, por isso ele veio, para destruir o legado econômico deixado para os brasileiros por Getúlio Vargas, como a Vale, a Petrobras, etc. O jornalista judeu Herzog, se apresentou de boa vojntade ao DOPS e foi assassinado, naquela época, 1964, não era crime o racismo, e eram racistas abertamente todas as autoridades, xingamento aos negros eram ouvidos comumente, e era um contrangimento para as pessoas de bem, pois o racismo não era crime. Depois que virou crime, nunca dantes, os racistas ficaram possessos, e estão mostrando as fuças racistas aqui e acolá, ‘escondidos’ por nicks geralmente grosseiros. 

  25. Repercussão da notícia

    Estranhei a publicação desta nota no GGN pelo fato de não ter sido acompanhada do comentário da parte “condenada”, no caso o PHA.

    Será que o GGN vai agir , de agora em diante, com a parcialidade e seletividade da grande mídia?

    Seria decepcionante!

    • PARCIALIDADE E RACISMO

      Silvahenrique, a meu ver, o Judiciário não foi parcial quando inocentou Luis Nassif. Mas, como você mesmo  nota os casos são diferentes, do tipo uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Portanto, em tese, o julgamento de PHA pode ter sido parcial, e se assim for considerado será reformado na instância superior. Realço o “em tese” pois não tenho conhecimento do processo nem bagagem jurídica para dar pitaco.

      Também acho ridículo imaginar que 20000 juizes se reuniram na surdina para favorecer a oposição. Mas uns 10 ou 20 é bem possível, nem precisam se reunir.

      Não sei se Kamel é ou não racista, por isso eu jamais assim o denominaria. Mas chamar um racista de racista não é calúnia não. É o mesmo que chamar um pedófilo de pedófilo, um ladrão de ladrão, uma Madre Teresa de santa, tudo verdade. Abs.

  26. PHA Preso? Não acredito é piada né?

    Basta surgir  um  jornalista com humor sarcástico fazer suas piadas verdadeiras sobre alguns politicos, sbre certas revistas, jornais  e porque não dizer a porcaria de um livro, para ficarem nervosos. Mas eles não  condenam a prisão quando esses mesmos editores de pigs escrevem suas mentiras, difamões e injurias sobre os outros.

    A   Rede Globo pode tudo, pode  até “PRESENTIAR” juizes com prêmios…  

    Eu não sabia que  fazer comentário com palavras  classificando o livro, o autor, e que tipo de estimulo traz ao leitor: (“livro racista”, “homem trevoso” e “estimula o racismo”.) levasse alguém pra cadeia. 

    Eu não li o livro, mas pela sinopse da para notar que o livro é um lixo. e se ele não vendeu como queria, pode ter certeza que não foi por culpa do comentário do PHA, mas porque o livro deve ser realmente um lixo.

     

     

    SINOPSE:  ‘Não somos racistas’ é um livro nascido do espanto. Movido pelo instinto de repórter, Ali Kamel, diretor de jornalismo da Rede Globo, começou a perceber que a política de cotas proposta pelo Governo Lula – e que pode ser aprovada em breve pelo Senado – divide o Brasil em duas cores, eliminando todas as nuances características da nossa miscigenação.  Ali constata, estarrecido, que, nesta divisão entre brancos e não-brancos, os ‘não-brancos’ são considerados todos negros. O primeiro capítulo de ‘Não somos racistas’ mostra como a política de cotas começou a ser construída no governo Fernando Henrique Cardoso.  Mostra, ainda, como o jovem sociólogo Fernando Henrique foi uma das cabeças de um movimento que dominou parte da intelectualidade nacional nos anos 1950. Um movimento que se afastava do conceito de multiplicidade e democracia racial proposto por Gilberto Freyre em obras como ‘Casa grande e senzala’ e dividia o Brasil entre duas cores; negros e brancos.  O livro de Ali Kamel começou a se desenhar em 2003, quando ele passou a publicar, quinzenalmente, uma série de artigos sobre as cotas no jornal ‘O Globo’. Neles, constatava o sumiço dos pardos e dos miscigenados nas estatísticas raciais brasileiras.  Apontava, também, para o fato de que o branco pobre tem a mesma dificuldade de acesso à educação que um negro pobre, levantando a hipótese de que o maior problema do país talvez não seja a segregação pela cor da pele – e sim pela quantidade de dinheiro que se carrega no bolso.  ‘Não somos racistas’ aprofunda e sistematiza as idéias apresentadas pelo jornalista naqueles artigos; a negação da miscigenação; o ‘olho torto’ das estatísticas, que escamoteiam problemas sociais na divisão da população por cores; a situação de negros e brancos no mercado de trabalho; o medo de que uma política de cotas, posta em prática, construa uma separação entre cores que nunca existiu, de fato, no Brasil, promovendo o ódio racial; os estudos científicos que provam que raças não existem e, portanto, não pode haver tratamento desigual para seres humanos iguais.

     

  27. Comentário.

    Existe um erro, ao meu ver, extremamente grave, que até a Carta Capital comete, que é considerar que temos uma democracia a partir de eleições e pelo fato de termos instituições… livres.

    Quaquaquá.

    Até em ditadura existe sistema jurídico. O nazismo tinha.

    Comparações à parte, é a confusão entre legalidade e legitimidade, de fundo.

    Se a Justiça tem lado, logo, não há o que se lamentar, mas perguntar o que deve ser feito.

  28. Solidariedade a PHA

    PHA, sou solidário a sua luta por uma imprensa e um judiciário decentes. Este revés será superado em breve. Ficará a vergonha de decisão tão estúpida ao sabor vergonhoso aparato jurícico midiatico, o mesmo de pratica desmandos em Curitiba e abbusou na AP470

  29. Agora dá para entender

    Agora dá para entender, por que o Nassif censura alguns comentários e não deixa postar qualquer coisa. Do jeito que anda a coisa, se alguém exagerar na postagem, eles vêm aqui e prendem todo mundo.

  30. mais uma do judiciario de sao paulo

    A Globo dificilmente perde na justiça.

    Em Sampa, então, parece que eles tem uma seleta claque global, encastelada nos tribunais.

    O Kamel faz o diabo, difama, condena, cria factoides, atraves de seus porcos reporteres da Globo, deforma noticias, cria noticias, some com noticias, e tudo isso é absolutamente normal

    A Globo se usa de um bem por concessão publica, e tenta descaradamente dia e noite depor um governo eleito democraticamente.

    Mas tudo isso nao vem ao caso. Pois os tribunais tucanos, aliados a Globo, que nao ve a hora da Dilma cair fora e parar de cobrar o 1 bilhao que deve a receita, entre tantas oustra barbaridades, e que tem em seu passado o apoio total a implantacao da ditadura, edição descarada de debate de candidatos a presidencia, eleicao do Collor, e tudo fica por isso mesmo. 

    Nossa Justiça está podre, está caótica, esta aparelhada, está caolha.

  31. Racistas escrevendo sobre a liberdade de expressão sai calhamaço

    Entre em sites nazistas como os da nuevo orden, ou nova ordem mundial, tão apreciados, pelo Olavo Carvalho que é o pastor dos reacionários de plantão, os quais são desprovidos de inteligência e a favor de medidas totalitarias e fascistas. Aliás, Olavo é um típico racista neo-liberal e pseudo-intelectual como o Kamel da Globo. Esses nazistas e pastores de babacas, quando tentam escrever sobre liberdade de expressão, fica uma coisa hilária, só sai calhamaços. Nesses sites nazistas, quando o assunto é racismo e liberdade de expressão, eles escrevem dezenas e mais dezenas de páginas, verdadeiros tratados nulos, que ficam dando voltas e mais voltas, sem conseguirem, justificar suas opiniões racistas. Eles se acham supremacistas, então não conseguem olhar os próximos como a si mesmo. 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome