Revista GGN

Assine

Justiça

Lava Jato denuncia Duran pela 2ª vez, no dia em que ele fez mais revelações

Jornal GGN - A Lava Jato de Curitiba tirou do bolso uma segunda denúncia contra o ex-advogado da Odebrecht, Rodrigo Tacla Duran. O pedido para instaurar a ação penal foi entregue a Sergio Moro na tarde de sexta-feira (15) e noticiado pelo Estadão - jornal porta-voz da operação - por volta das 19h. Horas antes, o GGN divulgou que Tacla Duran fez pelo menos duas revelações aos advogados de Lula.

Duran contou a Cristiano Zanin, no último dia 12, por meio de videoconferência, que uma nova perícia, concluída nesta semana, evidencia que documentos do Meinl Bank foram manipulados durante a Lava Jato, ou seja, o sistema está sob suspeita de fraude, assim como as provas retiradas dele pelos procuradores. À CPI da JBS, Duran já havia sinalizado - e confirmou novamente a Zanin - que o sistema Drousys também apresenta sinais de obstrução.

Além disso, Duran se colocou à disposição da defesa de Lula para servir como testemunha na ação penal em que o ex-presidente é acusado de receber vantagens indevidas da Odebrecht. Ele também prometeu entregar aos advogados de Lula uma série de documentos que devem ajudar a desmontar a acusação da força-tarefa.

Leia mais »

Média: 4.4 (11 votos)

Sócio de empresa suspeita repassou apartamento para mãe de Aécio

Foto: Lula Marques

Jornal GGN - Folha de S. Paulo publicou neste sábado (16) uma matéria informando que a Polícia Federal suspeita de uma transação feita entre José Antônio Fichtner, sócio de uma empresa investigada por corrupção no governo Cabral, e a família Neves.

A reportagem diz que Fichter comprou, em 2010, um apartamento de mais de 100 metros quadrados, em área nobre de Florianópolis, de um casal espanhol que exigiu pagamento no exterior. Quatro anos depois, vendeu o imóvel para a mãe de Aécio Neves por R$ 500 mil. O senador foi convocado para explicar o caso. 

Leia mais »

Média: 5 (6 votos)

Procuradores dão 45 dias para Caixa trocar vice-presidentes e subordinados

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - Procuradores de Brasília enviaram à Caixa Econômica Federal um ofício recomendando a demissão de todos os seus vice-presidentes para posterior contratação por meio de "processos seletivos impessoais". O Ministério Público deu prazo de 45 dias para que a instituição financeira cumpra as sugestões, que também afetam os funcionários subordinados aos vice-presidentes.
 
O principal argumento da Procuradoria é que as investigações por conta de corrupção, desdobramentos da Lava Jato, mostraram que a cúpula da Caixa vem sendo corrompida por indicações políticas e influências de caciques como Eduardo Cunha.
 
Média: 2.6 (5 votos)

Por que a mídia de direita ataca Gilmar Mendes, por Eugênio Aragão

Foto: Agência Brasil
 
 
Notícia de jornal e de hebdomadários é que nem jabuti em árvore. Não chega sozinho lá. Alguém ali o coloca. Para entender noticiário é preciso conhecer a história por detrás dele. Há sempre uma razão para ter este ou aquele título, este ou aquele lead, esta ou aquela abordagem. Há uma intenção latente em cada palavra, em cada frase, em cada parágrafo. O comunicador profissional é um formador de opinião e usa de toda a técnica para atrair o leitor para seu conceito da realidade.
 
O problema é que o leitor comum é desavisado, distraído. Toma a notícia por seu valor de face e, assim, não é difícil engambelá-lo. Engole qualquer coisa pelo argumento de autoridade: “se foi a Veja que disse, então é verdade”.
 
Pois bem. A tal revista Veja, do esgoto do jornalismo tupiniquim, que ajudou a desgastar o governo Lula, que trabalhou intensamente com Demóstenes Torres, Carlinhos Cachoeira para lançar estrume no PT e com quem o Ministro Gilmar Mendes sempre pôde contar politicamente, resolveu atacá-lo, na contramão de sua linha editorial. Acusa-o de fazer negócios com o grupo JBS, através do IDP, faculdade de que é sócio. Foi seguida pela menor IstoÉ, apelidada no mercado editorial de QuantoÉ, que, nesta semana apôs a foto do magistrado em sua capa, para denunciar suposto escândalo que envolveria a venda de uma faculdade ao governo estadual, em Diamantino, sua cidade natal,  em Mato Grosso. Onde Veja vai, IstoÉ costuma ir atrás.
Média: 4.7 (13 votos)

Presidente do TRF4 diz a Lula que velocidade é "a regra e não a exceção"

Foto: TRF4
 
 
 
Jornal GGN - Presidente do TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), Carlos Eduardo Thompson Flores rebateu as queixas da defesa de Lula, que questiona a velocidade com que a corte marcou o julgamento do caso triplex. Segundo Flores, a apelação do petista não tramitou de forma excessivamente rápida. “Destarte, verifica-se que a celeridade no processamento dos recursos criminais neste Tribunal Regional Federal constitui a regra e não a exceção”.
 
O tribunal divulgou dados que apontam que "1326 Apelações Criminais foram julgadas em até 150 dias no ano de 2017’. “Este número corresponde a 48,9% dos julgamentos. Desses, 99,3% são acórdãos”.
Média: 1 (5 votos)

Glaucos, enfim, admite que assinou recibos apresentados por Lula

Se no caso triplex Sergio Moro teve de fazer "piruetas jurídicas" para condenar Lula, nesta ação penal envolvendo a Odebrecht, o leitor não deve esperar menos do que um verdadeiro espetáculo circense
 
 
Jornal GGN - Se na sentença do caso triplex o juiz Sergio Moro teve de dar umas "piruetas jurídicas" para condenar Lula, nesta segunda ação penal - na qual a Lava Jato afirma que o petista recebeu um apartamento da Odebrecht e a prova disso é que ele não teria pago os aluguéis, mas, sim, "falsificado" os recibos - o leitor não deve esperar menos do que um verdadeiro espetáculo circense.
 
Quem está na corda bamba, se esforçando ao máximo para não deixar a narrativa cair por terra, é o réu Glaucos da Costamarques, primo distante de José Carlos Bumlai. Ele é o elo que liga a Odebrecht a operações que supostamente teriam beneficiado Lula.
 
Diante de Moro nesta sexta (15), pela segunda vez, Glaucos impôs algumas derrotas à turma de Deltan Dallagnol. Ele atestou a veracidade de provas levadas aos autos pela defesa de Lula e ainda disse expressamente que é dono do apartamento atribuído ao ex-presidente pelos procuradores.
 
O GGN já mostrou, com base em um relatório da Polícia Federal que teve seu verdadeiro teor abafado pela grande mídia, que Glaucos possivelmente colabora com a Lava Jato, na condição de um delator informal, porque a Receita encontrou movimentações supeitas em suas contas. E essas movimentações envolvem depósitos que somam mais de R$ 8 milhões, que ele recebeu de seus filhos. (Leia mais aqui)
 
Média: 4.7 (15 votos)

Rosinha diz que greve de fome de Garotinho é "grito de desespero" contra perseguição

Foto: Reprodução

Jornal GGN - Rosinha Garotinho afirma que a carta na qual Anthony Garotinho anuncia greve de fome foi um "grito de desespero" contra abuso de autoridade e perseguição. Segundo Rosinha, as acusações feitas pela Procuradoria não são verdadeiras e nenhuma autoridade está investigando o caso a fundo para verificar sua versão dos fatos. Ela questiona o que fazer quando prisão preventiva foi banalizada, e o direito à defesa, suprimido.

Leia mais »

Média: 4 (4 votos)

Duran, que Moro não ouve, diz a advogado que Drousys foi adulterado, por Fernando Brito

duran2

Enviado por Webster Franklin

Por Fernando Brito

No Tijolaço

Na presença de um notário público, para atestar judicialmente a veracidade das declarações, o advogado Rodrigo Tacla Duran, prestou o depoimento que, por três vezes, o juiz Sérgio Moro recusou-se a ouvir.

E o que Duran diz é mais estarrecedor do que tudo o que Duran já havia dito na única oportunidade que teve de falar sobre sua experiência como advogado da Odebrecht.

Ele relata que o famoso “Sistema Drousys”, de onde vêm a maioria das “provas” oferecidas pela Odebrecht em seu acordo de delação premiada foi fraudado antes e depois de ser bloqueado pelas autoridades da Suíça, em março de 2016, com a emissão de documentos posteriores a esta data.

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Tacla Duran aceita ser testemunha de defesa de Lula

Jornal GGN - O advogado Rodrigo Tacla Duran disse à defesa de Lula que está disposto a ser testemunha em processo no qual o ex-presidente é acusado de receber vantagens indevidas da Odebrecht. A afirmação foi feita no último dia 12, durante uma videoconferência com os advogados do petista. A conversa foi gravada e registrada em cartório. Depois, anexada em um pedido para que a Justiça em segunda instância obrigue Sergio Moro a aceitar o depoimento de Duran.

Além de se dispôr a testemunhas, Duran prometeu entregar à defesa de Lula cópias das provas que produziu a respeito de possível fraude no sistema Drousys e no Meinl Bank. Ele já havia denunciado que o Drousys foi manipulado durante a Lava Jato e, agora, afirma possuir uma perícia recém concluída e sequer apresentada à CPMI da JBS, sobre as obstruções que teriam ocorrido no Meinl Bank para esconder rastros de pagamentos.

Leia mais »

Média: 5 (5 votos)

Turma de Dallagnol furou depoimento com Tacla Duran na Espanha

Atualizada às 18h40 com vídeo da conversa entre a defesa de Lula e Tacla Durán

Jornal GGN - Os procuradores de Curitiba não quiseram ir à Espanha participar do depoimento de Rodrigo Tacla Duran, ex-advogado da Odebrecht e réu na Lava Jato. A informação foi revelada por Duran aos advogados do ex-presidente Lula no último dia 12.

A audiência com Duran havia sido requerida pelo próprio Ministério Público Federal, e Moro, inclusive, chegou a anotar o endereço do ex-advogado da Odebrecht no despacho onde determinou um pedido de ajuda às autoridades espanholas para citar o investigado.

"No entanto, os procuradores deixaram de comparecer à audiência marcada para o último dia 04/12 na Espanha para o cumprimento dessa determinação. Em razão disso, a carta rogatória foi devolvida ao Brasil sem o depoimento do advogado", afirmou a defesa de Lula, em nota.

Leia mais »

Média: 4.7 (14 votos)

Após mais de um ano, Justiça julga 18 jovens presos por infiltrado em ato contra Temer


Foto: André Lucas/CHOC Documental
 
Jornal GGN - A Justiça de São Paulo retomou o julgamento dos 18 jovens detidos, no dia 4 de setembro de 2016, durante uma manifestação contra o governo de Michel Temer, que foram levados presos pelo capitão do exército Willian Pina Botelho, infiltrado que se apresentava com o codinome Balta Nunes. 
 
O Ministério Público de São Paulo insiste em acusar os jovens de ter formado uma organização criminosa e corrupção de menores e que o grupo teria sido formado para cometer danos "ao patrimônio público e privado e lesões corporais em policiais militares".
 
As provas sustentadas eram as "armas" que carregavam: vinagre, materiais de primeiros socorros, máscaras e roupas pretas e capuzes. Mas o caso ficou conhecido mesmo por ter sido conduzido por um infiltrado do Exército, durante os protestos contra o governo atual peemedebista.
Média: 4.1 (7 votos)

Lula recorre ao TRF4 para obrigar Moro a ouvir Tacla Duran

Jornal GGN - A defesa de Lula recorreu ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região para obrigar Sergio Moro a permitir que Rodrigo Tacla Duran seja ouvido como testemunha em ação penal envolvendo documentos da Odebrecht sob suspeita de terem sido fraudados.

Aos advogados de Lula, Moro rejeitou ouvir Duran 3 vezes, alegando que não tinha o endereço dele, que ouvir testemunhas no exterior é dispendioso e que ele é um foragido e criminoso que não merece "crédito", além de não ter como colaborar com o processo do ex-presidente.

No último dia 12, a defesa de Lula fez uma videoconferência com Duran para esclarecer como ele poderia colaborar com a ação penal. A conversa foi registrada em cartório e anexada no pedido ao TRF4, protocolado nesta sexta (15). 

Leia mais »

Média: 5 (6 votos)

Às vésperas da saída de Marcelo da prisão, Odebrecht anuncia mudanças

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - Às vésperas da saída de Marcelo da prisão, Emílio Odebrecht decidiu anunciar algumas mudanças na empresa. Há alguns dias, ele afirmou que o grupo não mais poderá ser ser presidido por um membro da família Odebrecht. Nesta sexta (15), deixou o cargo que detinha no Conselho de Administração.
 
Nota divulgada pela Odebrecht após o evento com 200 pessoas confirma o que a imprensa vinha noticiando nos últimos dias: a intenção do grupo é passar ao mercado a mensagem de que a Odebrecht não é mais a mesma; que agora atua com "ética e integridade", após os "aprendizados" com a Lava Jato.
 
"(...) tanto o seu gesto como o novo critério para escolha do diretor presidente representam o desejo do acionista controlador de fazer a separação entre a família Odebrecht e a liderança executiva da Odebrecht S.A., holding dos negócios do Grupo", afirma a nota. 
Média: 1.8 (4 votos)

Fifa pune Marco Polo Del Nero com suspensão de 90 dias

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - O Comitê de Ética da Fifa anunciou nesta sexta-feira (15) que o presidente da CPF, Marco Polo Del Nero, foi suspenso de forma "provisória" de todas as suas atividades no futebol, em nível nacional e internacional. A sanção valerá por 90 dias - prorrogáveis por mais 45 - e o obriga a deixar a presidência da CBF. As informações são do jornalista Jamil Chade, no Estadão.
Média: 5 (2 votos)

Dinheiro de patrocínio da JBS parou na conta pessoal de Gilmar, diz revista

Foto: IDP
 
 
Jornal GGN - A revista Veja promete uma reportagem, na edição deste final de semana, sobre as "relações perigosas" de Gilmar Mendes e Joesley Batista. De acordo com publicação no portal, o ministro do Supremo Tribunal Federal teria trocado favores com o sócio da JBS. Além disso, parte do dinheiro que a empresa repassou ao IDP como forma de patrocínio teria ido parar em conta pessoal de Gilmar.
 
Segundo Veja, o "IDP, além de uma fonte de receita, passou a ser uma fonte de dor de cabeça para o ministro, depois que veio a público o caso da JBS e das traficâncias dos irmãos Joesley e Wesley Batista."
Média: 5 (7 votos)