Governo Bolsonaro recorre da decisão que suspendeu Enem em Manaus

A Advocacia-geral da União argumenta que o MEC tomou as medidas necessárias para garantir a segurança dos estudantes durante a realização das provas

Reprodução/EBC /fotografo

Jornal GGN – O governo de Jair Bolsonaro (sem partido) recorreu da decisão da Justiça Federal que suspendeu a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no Amazonas. As provas estavam previstas para ocorrer neste final de semana.

A Advocacia-geral da União encaminhou o recurso ao Tribunal Regional Federal da Primeira Região, sob a argumentação que o Ministério da Educação (MEC) tomou as medidas necessárias para garantir a segurança dos estudantes durante a realização das provas e que adiar o exame irá prejudicá-los, já que haverá reflexos nos cronogramas do Fies, do Sisu e do ProUni.

Ontem, a Justiça Federal suspendeu a realização do Enem no Amazonas, devido ao colapso no sistema de saúde em Manaus. Hoje, dezenas de amazonenses infectados pela Covid-19 morreram devido a falta de oxigênio nos hospitais.

Com informações da CNN Brasil.

Leia mais:
Os efeitos drásticos da pandemia em Manaus: falta de oxigênio, pacientes transferidos e toque de recolher

O pulmão do mundo está sem oxigênio: vídeos mostram gravidade da crise em Manaus

Sem oxigênio, Manaus pede socorro aos EUA porque avião da FAB está em manutenção

Manaus terá de importar oxigênio da Venezuela para aplacar crise em hospitais

Governo Bolsonaro ajudou a transportar só 6% do oxigênio que Manaus precisa por dia

“Vai esperar chegar o oxigênio. Não tem o que fazer”, disse Pazuello em Manaus

Presidente no Inep reafirma realização do Enem em meio ao surto da Covid-19

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora