Pagamos o preço das escolhas ideologizadas de Bolsonaro, diz Flávio Dino

Governador lamenta a implosão de programas que atendiam as populações mais carentes, como o Mais Médicos. Assista

Foto: Agência Câmara

Jornal GGN – O governador Flávio Dino disse em entrevista a Luis Nassif, na TV GGN, que o Brasil atravessa a pandemia de coronavírus ao mesmo tempo em que paga o preço pelas escolhas ideologizadas de Jair Bolsonaro.

O líder do PCdoB criticou a implosão de programas que atendiam as populações mais carentes, como o de aquisição de alimentos e o Mais Médicos, que fariam diferença na conjuntura atual. “Foi um dos grandes equívocos por pura ideologização extremista que agora está cobrando um preço.”

“Se os médicos cubanos, que hoje são aplaudidos na Itália, Alemanha e outros países do mundo, estivessem atuando no interior do Brasil, nós teríamos uma rede melhor naquilo que é fundamental, na prevenção e atendimento ao cidadão na sua comunidade”, defendeu. Na visão do comunista, o governo Bolsonaro “fez uma opção pela desigualdade e injustiça social”.

O governador também relatou que “há uma diferença entre aquilo que é anunciado [pelo Ministério da Saúde, no enfrentamento ao coronavírus] e aquilo que estamos verificando.”

“Houve alguns repasses para estados e municípios. No caso do Maranhão, recebemos 27 milhões de reais pelo governo do Estado. E 14 mil kits de teste rápido, fruto de doação de uma empresa privada ao governo federal. Esses são os insumos que efetivamente chegaram ao nosso estado. Estamos aguardando, por exemplo, a chegada de leitos anunciados.”

Leia também:

Governador do Piauí diz que Ministério da Saúde anuncia mas não entrega

Dino dribla Bolsonaro e Trump comprando respiradores da China

Confira a entrevista abaixo, a partir dos 14 minutos:

 

Leia também: Bolsonaro atrasa renda emergencial para gerar desespero na sociedade, diz Flávio Dino

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome