Início Cinema

Cinema

Filmes sobre a atualidade mostram ódio e repúdio aos direitos humanos, por Carolina Maria...

No Brasil ainda não conseguimos equacionar as manifestações de junho de 2013. De lá para cá tudo mudou. Antigas análises já não servem mais e o repertório de respostas prontas teve seu prazo de validade vencido.

Globo detona bomba semiótica de canastrice política com série “Ilha de Ferro”

Uma das principais armas na guerra semiótica que levou aos bem-sucedidos impeachment e o golpe militar híbrido foi a “canastrice semiótica”: legitimar a agenda política através da ficção

Incêndio na Cinemateca é tragédia anunciada, denuncia Fernanda Montenegro

“O incêndio na Cinemateca em São Paulo é uma tragédia anunciada. Toda a nossa cultura das artes sofre um cala boca”, afirmou a atriz Fernanda Montenegro

Filme “A Guerra do Amanhã” é propaganda da Doutrina Biden para guerras do futuro,...

Com os indefectíveis RAVs (russos, árabes e vilões em geral e, agora, chineses também) que estão no filme, porém, de forma indireta, metonímica, com efeitos subliminares de propaganda política.

“1983”, o que faríamos nós?, por Ana Claudia Dantas

A filmagem polonesa, ironicamente veiculada ao mundo por um serviço streaming californiano, o Netflix, desmascara a ação repugnante do império EUA junto à elite polonesa

Walter Benjamin e os documentos da barbárie no filme ‘Sound of Violence”, por Wilson...

Se o filósofo alemão Walter Benjamin dizia que todo monumento da cultura é um monumento da barbárie, “Sound of Violence” retoma essa tese da forma mais assustadora possível.

A PsyOp militar que a crítica brasileira não entendeu no filme “Nova Ordem”, por...

O problema para a crítica é que Michel Franco descreve de forma seca e brutal não um golpe militar latino-americano clássico, mas uma PsyOp militar operada como guerra híbrida que explora o demasiado humano

Comentário sobre o Oscar (2), por Walnice Nogueira Galvão

Entre os candidatos a melhor filme, Os 7 de Chicago, em que se destaca Sacha Baron Cohen (o Borat) num papel sério e não debochado como de hábito, resgata uma dívida de meio século.

Comentário sobre o Oscar (1), por Walnice Nogueira Galvão

Em 2021, e com enfática aprovação de todo o mundo, destaca-se o comprometimento sem restrições do Oscar com a diversidade.

No vencedor do Oscar ‘Nomadland’, as estradas que nos levam a lugar nenhum, por...

Um olhar de uma diretora estrangeira (Chloé Zhao) para aqueles que se sentem estrangeiros dentro do próprio país, em desérticas paisagens com estradas que levam a lugar nenhum – a melhor metáfora do atual espírito do tempo.

Jovem cineasta Luan Cardoso lança Deságua

Cineasta estreia filme com a banda pernambucana MOMBOJÓ no dia 1 de maio no canal Music Box Brazil

A propósito de Leon Hirszman, por Walnice Nogueira Galvão

Nos filmes que realizou, 5 longas e 11 curtas, dá para ver que estava sempre em busca de algo – o que o título do livro já implica.

A atualidade da sociologia de Glauber Rocha, por Roberto Bitencourt da Silva

A ferramenta sociológica do “tipo ideal” – proposta pela clássica teoria de Max Weber – aparece em “Terra em transe” com grande senso de oportunidade, dando maior clareza à denúncia anti-imperialista oferecida por Glauber.

Documentário narra a luta histórica dos movimentos por moradia digna

Filme sobre a trajetória dos diferentes movimentos populares de habitação lança plataforma de financiamento coletivo para finalização da produção

Lúcifer Morningstar, o anjo mais humano, por Carolina Maria Ruy

Mas Morningstar é mais contraditório uma vez que busca compreender e assimilar o senso de justiça e de benevolência que sela as relações sociais. Ele não põe em dúvida a divindade, mas a renega em nome da convivência entre os mortais.

A realidade é mais assustadora do que o sobrenatural em ‘O Que Ficou Para...

“O Que Ficou Para Trás” discute os problemas existenciais em torno dos refugiados na Europa e o ressentimento contra os estrangeiros como resultante da geopolítica global

Não existe ficção científica no país do futuro em ‘Branco Sai, Preto Fica’, por...

A mistura de gêneros documentário e sci-fi é proposital: mostrar como no “País do Futuro”, passado, presente e futuro se estendem num estranho eterno presente. Sem existir o amanhã.

Sobre racismo, “Dentro da Minha Pele” é selecionado para festival da Holanda

Documentário que escancara o racismo no Brasil, produzido por Toni Venturi e Val Gomes, terá estreia no International Documentary Filmfestival Amsterdam

Em ‘Borat Subsequent Moviefilm’ o humor enfrenta uma realidade que quer superar a ficção,...

Como será que o novo filme de Sacha Cohen vai conseguir fazer uma sátira crítica de uma realidade que parece ter superado qualquer ficção imaginada pelo Borat de 2006?

Série dinamarquesa ‘Borgen’ desmonta a bomba semiótica de gênero, por Wilson Ferreira

“Borgen” desmonta a bomba semiótica que mais tarde a extrema-direita utilizaria para criar a política de polarizações identitárias e de gênero que transformam a discussão política em um debate irracional.