Revista GGN

Assine

Indústria

Empresas brasileiras transferem produção para o Paraguai

maquiladora_2.jpg
 
Jornal GGN - Com o objetivo de cortar gastos, empresas brasileiras tem transferido sua produção para o Paraguai. Um exemplo é a Estrela, fabricante de brinquedos, que decidiu investir US$ 2 milhões em uma planta no país vizinho.
 
As fábricas como a da Estrela são conhecidas como “maquiladoras” e são beneficiados por um sistema que permite redução de impostos para quem exporta. O executivo-chefe da empresa fala em “flexibilidade laboral e encargos sociais baixos nos salários” como um dos motivos para a escolha do Paraguai. 
 
O secretário de Relações Internacionais da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Anthony Lisboa, critica este sistema e diz que ele é baseado em trabalho escravo. Já as empresas e economistas afirmam que os empregos criados no Paraguai substituem os da China, não do Brasil. "À medida que a China se torna mais cara, torna-se viável para algumas indústrias produzir mais perto de casa”diz Thomaz Zanotto, da Fiesp.

Leia mais »

Média: 2.5 (4 votos)

Recuperação do setor industrial ainda não é clara, por Igor Rocha

 
Da Fundação Perseu Abramo
 
Notas FPA Conjuntura Econômica 410
 
 
por Igor Rocha
 
Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a produção industrial teve queda de 6,6­­% no acumulado do ano de 2016. Trata-se do terceiro ano de queda seguida do segmento e ainda o terceiro pior para um ano na série histórica iniciada em 2002, perdendo apenas para 2015, com baixa de 8,3% na produção, e para 2009, com recuo de 7,1%.
 
Na comparação mês a mês, ocorreu de novembro para dezembro um aumento de 2,3% na produção industrial, impulsionado particularmente pelo setor de veículos automotores. Veículos automotores, reboques e carrocerias registraram alta de 10,8%, o que intensificou o índice do mês anterior, de 6,9%. O resultado para esse segmento foi o maior desde junho de 2016, quando houve alta de 11,7%.

Leia mais »

Média: 2 (2 votos)

Lava Jato está esfacelando indústria nacional, diz Pedro Celestino

petrobras_2_9.jpg
 
Jornal GGN - Engenheiro civil, especialista em transportes e ex-presidente do conselho da Infraero, Pedro Celestino diz que a Petrobras é alvo de um desmonte e deve ser defendida, devido à sua importância no desenvolvimento da indústria brasileira e, consequentemente, na geração de renda e emprego.
 
O presidente do Clube de Engenharia também disse, em entrevista para o Brasil de Fato, que a Operação Lava Jato está provocando o desmantelamento de empresas nacionais. Ele exemplifica a importância da Petrobras como âncora do desenvolvimento citando a Noruega e a Nigéria, que adotaram modelos distintos de exploração e produção de petróleo.
 
“Se a Petrobrás for destruída, as empresas estrangeiras vão se apoderar do nosso petróleo, sem compromisso de prestar qualquer contrapartida”, afirma.

Leia mais »

Média: 4.8 (4 votos)

Ford paralisa produção e concede férias coletivas para 3 mil trabalhadores

ford_assembleia.jpg
 
Jornal GGN - A montadora Ford decidiu conceder férias coletivas para cerca de 3 mil trabalhadores em sua fábrica em São Bernardo do Campo (SP), no ABC paulista. Com isso, os funcionários não irão trabalhar entre os dias 6 a 31 de março. A empresa disse que adotou a medida para ajustar o volume de produção à demanda do mercado.
 
Além disso, a Ford é a segunda montadora com mais operários em lay-off, que tem seus contratos de trabalhos suspensos, com 710 pessoas. O número corresponde a 18% de seus 4 mil funcionários, sendo que 450 estão afastados desde outubro e outros 260 desde janeiro do ano passado. 

Leia mais »

Sem votos

Investimento da indústria foi o menor desde 2010, aponta CNI

 
Jornal GGN - De acordo com dados divulgados hoje (8) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), um total de 67% das grandes indústrias instaladas no Brasil investiram em 2016, o índice mais baixo desde 2010. Entretanto, a perspectiva para este ano é de que mais empresas venham a investir.
 
A pesquisa Investimentos na Indústria também mostra que, entre as companhias que planejavam investir em 2016, 40% realizaram seus projetos conforme planejado, 41% realizaram parcialmente, 9% adiaram seus investimentos e 10% cancelaram ou suspenderam por tempo indeterminado.

Leia mais »

Média: 4.5 (4 votos)

Em dezembro, produção industrial cresceu em 10 de 14 locais pesquisados

 
Jornal GGN - De acordo com a Pesquisa Industrial Mensal Produção Física - Regional (PIM-PF) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o ritmo da produção industrial cresce em dez dos 14 locais pesquisados em dezembro de 2016.
 
Na média, a alta na produção nacional foi de 2,3%, com destaque para o Ceará, que teve avanço de 12,4%, recuperando a perda de acumulada de 8,4% entre agosto e novembro. 
 
Rio Grande do Sul (6,3%), Espírito Santo (5,1%), região Nordeste (4,9%) e Santa Catarina (3,6%) também tiveram crescimento acima da média da indústria. Minas Gerais ficou na média e teve alta de 2,3% na produção. Já Goiás (1,4%), Bahia (1,4%), Paraná (0,8%) e Pernambuco (0,6%) tiveram resultado abaixo da média. 

Leia mais »

Média: 2 (1 voto)

GM dará férias coletivas para mais de 2 mil funcionários em São José dos Campos

Jornal GGN - A General Motors vai abrir um novo período de férias coletivas a partir do dia 13 de fevereiro em sua fábrica em São José dos Campos (SP), segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região.

De acordo com os metalúrgicos, é estima que aproximadamente 2.200 trabalhadores sejam atingids pele medida, de um total de 5 mil funcionários na cidade. A entidade afirma que não foi informada pela montadora sobre os motivos das férias coletivas, e diz que solicitou uma reunião sobre o assunto.

Leia mais »

Média: 1 (1 voto)

Produção industrial brasileira caiu 6,6% em 2016, aponta IBGE

 
Jornal GGN - De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a indústria brasileira encerrou 2016 com uma queda de 6,6% na produção, o terceiro ano seguido de recuo e o terceiro pior para um ano na série histórica, iniciada em 2002. 
 
O resultado só não foi pior que em 2015, quando a redução foi de 8,3%, e em 2009, que teve recudo de 7,1%. Em dezembro, a produção cresce 2,3% na comparação com novembro, mas a elevação não deve ser suficiente para indicar uma retomada no setor. 
 
“Há questões conjunturais que precisam ser resolvidas para se pensar em reversão de trajetória", disse o economista do IBGE André Macedo. Na comparação com dezembro de 2015, a perda foi de 0,1%, ante uma expectativa de redução de 0,9%. 

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Índice de confiança da indústria aumenta em janeiro e chega ao maior nível desde 2014

 
Jornal GGN - De acordo com a Fundação Getúlio Vargas, o Índice de Confiança da Indústria teve alta de 4,3 pontos no mês de janeiro em relação a dezembro, chegando a 89 pontos, o maior nível desde maio de 2014. 
 
A pesquisa mostra que a confiança aumentou em 15 dos 19 segmentos industriais. O Índice de Expectativas (IE) também aumento, avançando 4,7 pontos e chegando a 91 pontos. 
 
O indicador de perspectivas para o pessoal ocupado nos três meses seguintes cresceu 7,4 pontos, atingindo 89,2 pontos. Aumentou o número de empresas que projetam uma alta do total de pessoal ocupado, de 11,1% para 14,1% do total, e diminuição das companhias que preveem redução do quadro de pessoal, de 21,7% para 16,7%. 

Leia mais »

Média: 2 (4 votos)

Indústria de máquinas e equipamentos tem queda de 24% no faturamento

Jornal GGN - De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), o faturamento líquido do setor no ano passado caiu 24,3% na comparação com 2015, chegando a R$ 66,25 bilhões.

O resultado de 2016 foi o quarto consecutivo de queda de receita na indústria de máquinas e equipamentos, e é o pior desempenho anual desde o começo da série histórica em 1999.

Em dezembro, a receita líquida ficou em R$ 5,21 bilhões. uma redução de 6,6¨% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Em relação a novembro, o faturamento das companhias de bens de capital mecânicos cresceu 0,6%.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

615 funcionários da Volks em Taubaté aderem ao PDV

 
Jornal GGN - Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté (SP), 615 funcionários da fábrica da Volkswagen na cidade aderiram ao Plano de Demissão Voluntária (PDV) da montadora. O plano integra o acordo coletivo acertado entre a empresa e os trabalhadores no final do ano passado. 

Leia mais »

Sem votos

Entre 2014 a 2016, indústria do aço adiou investimentos de US$ 3,2 bilhões

 
Jornal GGN - Entre janeiro de 2014 e junho de 2016, a indústria do aço adiou investimentos de US$ 3,2 bilhões em razão da crise econômica no país. 
 
Neste período, foram desativadas ou paralisadas 83 unidades produtivas e foram fechados mais de 40 mil postos de trabalho, de acordo com o Instituto Aço Brasil. 
 
No ano passado, a produção de aço bruto caiu 9,2% e a de laminados teve recuou de 7,7%.  Em 2016, foram produzidos 30,2 milhões de toneladas de aço bruto, enquanto a produção de laminados totalizou 20,9 milhões.

Leia mais »

Média: 1 (2 votos)

Em 2016, mais de 150 mil empregos foram cortados na indústria paulista

 
Jornal GGN - Em 2016, o nível de emprego na indústria de São Paulo teve queda de 6,58%, com o corte de 152,5 mil vagas de trabalho, de acordo com dados do  Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Fiesp e do Ciesp.
 
Em dezembro, o recuo foi de 1,62% na comparação com novembro, com  o fechamento de 35,5 mil vagas. De acordo com Guilherme Moreira, gerente do Depecon, o corte de postos de trabalho foi generalizado, atingindo 21 dos 22 setores analisados.

Leia mais »

Sem votos

Em 2016, produção brasileira de motos caiu 30% e voltou ao nível de 2002

 
 
Jornal GGN - De acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), a produção de motocicletas no Brasil chegou a 887.653 unidades em 2016, contra uma queda de 29,7%.
 
Com estes números, a produção retornou ao patamar observado em 2002. No mês de dezembro, 32.814 motocicletas foram fabricadas, uma redução de 35,2% com o mesmo período do ano passado. 
 
Na comparação mensal, a queda foi de 53,3% entre novembro e dezembro. Entretanto, a Abraciclo ressalta que o último mês do ano é o período de férias coletivas nas empresas do setor. 

Leia mais »

Média: 2.3 (4 votos)

Fiat Chrysler é acusada de fraudar emissões de poluentes nos EUA

Jornal GGN - Após o anúncio do acordo da Volkswagen nos EUA  no qual a montadora admitiu sua culpa em fraudes de emissões de poluentes nos carros a diesel, agora a Fiat Chrysler (FCA) é acusada de utilizar um software que permite a emissão excessiva de poluentes.
 
A acusação vem da Agência de Proteção Ambiental (EPA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, e a fraude também ocorreria em veículos a diesel. A EPA é a mesma agência que acusou a VW.

Leia mais »

Sem votos