fbpx
terça-feira, julho 23, 2019
  • Carregando...
    Início Cinema

    Cinema

    A tela do cinema como espelho, por Arnaldo Cardoso

    Mais recentemente, foi pelas mãos de Nanni Moretti que a Itália foi novamente posta na grande tela para, recorrendo à memória, se ver protagonista de um episódio dos anos 1970, de singular significado, e com isso se indagar sobre seu presente.

    Todos os afetos de um país cronicamente inviável no documentário ”Democracia em Vertigem”, por...

    Por que a elite de repente se cansou da Democracia e do Estado de Direito e virou o tabuleiro, envenenando corações e mentes com ódio e polarização?

    Democracia em Vertigem: documentário brasileiro reflete desalento global

    Cineasta Petra Costa conversou com Luis Nassif sobre as críticas ao seu trabalho que, em uma semana de Netflix, tem quantidade de views superior a de séries de ficção importantes, como Mecanismo e Stranger Things

    “Democracia em Vertigem”: filme de Petra Costa faz a autópsia de um país chamado...

    Este documentário brasileiro mais importante do período pós-ditadura militar, um libelo político e profundamente humano sobre a grande tragédia que assola o país

    Democracia em vertigem: ninguém passa incólume, por Marcia Noczynski

    Como disse Petra, o Brasil, depois da votação do impeachment no Congresso, nunca mais seria o mesmo.

    Ficções paralelas: Tron, Tron Legacy e Lava Jato, por Fábio de Oliveira Ribeiro

    Master Control e Clu tem os mesmos defeitos que Sérgio Moro: os três são representações de um poder e manupulam as regras para vencer o jogo a qualquer custo

    A fina casca que protege a civilização no filme “Climax”, por Wilson Ferreira

    “Climax” (2018) nos apresenta um verdadeiro assalto à nossa percepção através de imagens alucinatórias, música techno implacável, pesada, e movimentos de câmera vertiginosos, tomando nossos sentidos e embaralhando o cérebro.

    O mito fingidor, por José Geraldo Couto

    O suposto documentário Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story, de Martin Scorsese, que entrou em cartaz ontem (12 de junho) na Netflix, ao mesmo tempo ilumina e obscurece esse processo de autoconstrução permanente

    Uma crônica do liberal-fascismo, por Rogério Mattos

    O filme The Vice mostra como o liberalismo do século XX se organizou como uma forma de controlar os Estados, de nunca mais ficar sob sua tutela, como no antigo império territorial, o modelo britânico do século XIX.

    Estrelas do futebol são espelhos da uma sociedade que se auto-destrói em “Diamantino”, por...

    Coprodução luso-franco-brasileira, algo entre um thriller policial, ficção científica e um estranho senso de humor, mostra que as estrelas alienadas do futebol não passam de espelhos da sociedade

    Documentário mostra os bastidores do impeachment de Dilma Rousseff

    Documentário "Excelentíssimos", do diretor Douglas Duarte, registra personagens e articulações para a derrubada da ex-presidente Dilma Rousseff

    Crítica de Nós! As duas faces da mesma América, por Érico Andrade

    Nos túneis subterrâneos dos USA reside a história que não cala. Não se silencia. Aquilo que não se fecha.

    Parques de diversões, espelhos e a morte no filme “Nós”, por Wilson Ferreira

    Peele sugere visões múltiplas, num misto da distopia de George Orwell, o ocultismo de Lewis Carroll e a crítica social de James Baldwin.

    Por detrás do nome, o homem, por Marcelo Henrique

    Vale lembrar que o papel de Rivail-Kardec como Codificador do Espiritismo, como “pai biológico” da Doutrina dos Espíritos, já havia sido objeto de outras produções, estas no formato documentário.

    “Kardec é um filmaço e deve ser assistido por todos, independente da religião”

    Kardec tem o coração e a alma no lugar certo, e garante com honestidade um discurso altruísta e amoroso, muito necessário – cada vez mais – atualmente

    Um dia as meninas serão devoradoras de homens em “Grave”, por Wilson Ferreira

    “Uma história de amadurecimento de uma personagem desgarrada em uma hora e meia manchada de sangue”, descreve a diretora francesa Julia Ducournau

    Agnès Varda, uma cineasta para cineastas (II), por Walnice Nogueira Galvão

    Figura irresistível de iconoclasta sutilmente subversiva: o ar brejeito, o olhar malicioso, a peruquinha bicolor da velhice,  de corte “em cuia” - sem esquecer sua graça.

    A História do Mundo – a série, por Gustavo Gollo

    Ciência é uma atividade pré-capitalista que não se adéqua com facilidade à ânsia por lucros, necessitando mais da fertilidade advinda de desenvolvimentos colaborativos

    Quando cinema merece ser chamado de Arte, por Cristiane Vieira

    Porque o mundo dos humanos precisa ser re-encantado pelo Mundo da (Re)Criação. E não é a arte, no seu melhor, a tentativa humana de imitar a Natureza?

    Sartre, angústia existencial e mecânica quântica no filme “+1”, por Wilson Ferreira

    É mais um filme sobre o mito da “segunda chance”, mas dessa vez revelando que essa recorrência no cinema é o sintoma do atual espírito de época – a crescente angústia existencial humana

    Mais comentados

    Últimas notícias