No dia 28/10/2019, matéria do Jornal Nacional divulgava depoimento do porteiro do Condomínio Vivendas da Barra, de que o motorista Élcio de Queiroz entrara no dia 14/03/2018 com autorização da casa 58, de Jair Bolsonaro. No condomínio, encontrou-se com Ronnie Lessa e saíram de lá para algum tempo depois executar a vereadora Marielle Franco.

Naquele noite, Bolsonaro reagiu com uma live colérica, ameaçando cassar a concessão da Globo. Na manhã seguinte, seu filho Carlos, mostrou o sistema de telefonia do condomínio no momento da chegada do carro de Élcio, com o porteiro chamando a casa de Ronnie Lessa.

No mesmo dia, a Globo recuou da posição inicial. Nos dias seguintes, o GGN passou a investigar o caso e trouxe um conjunto sólido de indícios, reforçando as suspeitas sobre os Bolsonaro.

Mas as derrapadas iniciais do JN, e o recuo apressado, mais a blindagem da mídia, em função das tais reformas prometidas, enterraram provisoriamente o caso.

Aqui, uma sequência de reportagens, que podem ser encontradas no amplo levantamento que o GGN fez sobre Bolsonaro e que pode ser encontrado no link https://jornalggn.com.br/xadrez-de-bolsonaro/

Em 30/10/2019 mostrava a intenção de Bolsonaro de buscar o poder total, a pusilanimidade das instituições e o papel da mídia, tentando criar um clima de otimismo na economia, em cima de indicadores ridículos.

https://jornalggn.com.br/noticia/xadrez-da-guerra-final-contra-bolsonaro-por-luis-nassif/

Criminalistas denunciavam desvio de competência de Moro, ao colocar a PF para intimidar o porteiro e faze-lo recuar da denúncia.

No mesmo dia falamos do recuo da Globo, depois da denúncia do Jornal Nacional ter sido rebatida por Bolsonaro. O próprio JN, na denúncia, aceitou a falsa explicação de que, por estar em Brasilia no dia do encontro dos assassinos de Marielle no condomínio, não poderia ter atendido a ligação do porteiro.

https://jornalggn.com.br/crise/caso-marielle-globo-tera-que-apresentar-outras-provas-contra-bolsonaro-por-luis-nassif/

Leia também:  Forças Armadas começam a temer desgaste de imagem

Em 31/10/2019 trouxemos informações exclusivas sobre o sistema de telefonia do condomínio. Ele permite a transferência de chamadas para celulares. A informação desmontava o álibi dos Bolsonaro, mas foi ignorada pela mídia.

https://jornalggn.com.br/noticia/se-fizer-jornalismo-a-globo-conseguira-ressuscitar-a-denuncia-por-luis-nassif/

Naquele dia, vários partidos políticos denunciaram a interferência indevida de Sérgio Moro, mandando a Policia Federal pressionar o porteiro para mudar seu depoimento.

https://jornalggn.com.br/politica/partidos-se-unem-contra-interferencia-de-moro-no-caso-marielle/

No mesmo dia, denunciamos o risco de entrar em estado de exceção, com a atitude do Procurador Geral da República Augusto Aras e do Minstro da Justiça Sérgio Moro de mandar pressonar o porteiro do condomínio para que voltasse atrás em seu testemunho. Na época, bolsonarismo e lavajatismo estavam juntos.

https://jornalggn.com.br/recado-do-nassif/xadrez-da-contagem-regressiva-para-a-ditadura-por-luis-nassif/

No dia 01/11/2019 copiamos a tela do sistema da portaria e propusemos um mutirão de reportagem: os leitores ajudarem a achar o sistema de telefonia que estava na tela do computador.

https://jornalggn.com.br/noticia/mutirao-e-reportagem-a-tela-exibida-por-carluxo-e-de-que-sistema-de-portaria-eletronica/

No dia 02/11/2019 destacamos mais uma informação relevante, que passou em branco na mídia: Bolsonaro admitiu ter pegado uma das provas centrais (o sistema de telefonia) no próprio condomínio.

https://jornalggn.com.br/justica/bolsonaro-admite-que-pegou-da-portaria-as-gravacoes-do-interfone-de-condominio-no-rio/

No dia 04/11/2019 outra informação relevante, levantada pela Piauí, que não teve desdobramentos: uma perícia da Polícia Civil que supostamente comprovaria que a voz do porteiro, divulgada por Carlos Bolsonaro, não era a mesma do porteiro que recebeu o visitante.

https://jornalggn.com.br/recado-do-nassif/entenda-a-novela-da-reportagem-da-globo-sobre-o-porteiro-por-luis-nassif/

No dia 05/11/2019, um blog do Rio de Janeiro publicou o demonstrativo de receitas e despesas do condomínio Vivendas da Barra. Nele, o pagamento pelo aluguel do sistema de telefonia. Uma rápida pesquisa confirmou que o sistema permitia transferir ligações para celulares.

Leia também:  A vida pregressa de Sergio Moro: saiba como ajudar o projeto do GGN

https://jornalggn.com.br/noticia/administradora-do-condominio-de-bolsonaro-mostra-sistema-que-transfere-ligacoes-para-celular/

Em 10/11/2019, reportagem da revista Piauí, com peritos afirmam que registros de ligações no condomínio, mostrados por Carlos Bolsonaro, foram editados.

https://jornalggn.com.br/noticia/peritos-afirmam-que-registro-de-ligacoes-no-condominio-de-bolsonaro-foram-editados/

No 11/11/2019 as dúvidas de peritos sobre a edição dos arquivos do sistema de telefonia.

https://jornalggn.com.br/politica/caso-marielle-atuacao-de-investigadores-coloca-em-duvida-veracidade-de-audios-periciados/

No dia 13.11.2019, um tuite da jornalista Thais Bilenky, no dia da morte de Marielle, informava que Bolsonaro tinha viagem marcada para o Rio. O tuite foi antes do assassinato.

https://jornalggn.com.br/noticia/caso-marielle-tuite-que-reforca-historia-de-porteiro-que-citou-bolsonaro-nao-bate-com-horarios-de-sessao-na-camara/

No mesmo dia, juntamos as peças para desenvolver a teoria mais lógica para explicar o jogo de despistes dos Bolsonaro em relação ao dia 14.03.2018 (dia do assassinato de Marielle).

https://jornalggn.com.br/crise/juntando-as-pecas-do-dia-14-03-2018-na-vida-de-bolsonaro-por-luis-nassif/

No dia 14.11.2019 escrevemos sobre a incrível apatia da mídia, de não focar nos pontos centrais que desvendariam a trama dos Bolsonaro.

https://jornalggn.com.br/crise/a-masturbacao-midiatica-sobre-a-nao-ida-de-bolsonaro-ao-rio-no-dia-da-morte-de-marielle-por-luis-nassif/

No dia 15.11.2019 mostramos que Bolsonaro tinha viagem marcada para o Rio no dia 14 (da morte de Marielle). Mas alegou mal estar e viajou no dia 15, pela manhã. Apresentamos uma teoria do fato para tentar entender os desacertos de anunciar viagem e recuar.

https://jornalggn.com.br/noticia/bolsonaro-viajou-para-o-rio-no-dia-seguinte-ao-da-morte-de-marielle-por-luis-nassif/

No dia 17.11.2019 mostramos, com exclusividade, o escorregão de Carlos Bolsonaro, comprovando que estava no condomínio no mesmo momento em que lá se reuniam os dois assassinos de Marielle.

https://jornalggn.com.br/justica/xadrez-de-como-carlos-bolsonaro-entra-no-foco-central-do-caso-marielle-por-luis-nassif/

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. Uma quadrilha fascista totalitária está devidamente instalada no Alvorada.
    O nível pra lá de rasteiro da turma truculenta não aceita sequer mostrar o resultado de um exame médico, e quanto a qualquer um do grupo se expressar, sem precisar de ponto no ouvido ou outro tipo de muleta, socorro.

    3
    1
  2. Já dizia o poeta do morro rei da malandragem sadia que malandro é malandro e Mané é Mané.
    A família bolsonaro é uma família de Manés,isso devido a imensidão de crimes e as impagáveis marcas de seus cascos de jegue deixados como pistas.
    Foram primários em seus feitos que qualquer investigador iniciante colheria provas suficientes para enjaula-los.
    O pai deu dezenas de motivos para ter sido cassado no primeiro mandato de deputado mas foi em frente desafiando um congresso conivente.
    Os filhos,criminosos natos, devido a carrada de genes, herança do DNA, seguiram o mesmo caminho certamente assessorados,orientados pelo pai bandido.
    Mas cá estão aterrorizando impunemente todo um País passando como um retroescavadeira por sobre as leis,desafiando o que resta de coragem e vergonha na cara das instituições falidas pelo ódio ideológico.
    Isso posto,verificasse que só são Manés livres,leves e soltos porque somos uma Nação de Manézões dependentes de instituições malandras no pior sentido da palavra.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome