Barroso: Brasil reage com vigor às “ameaças retóricas” de Bolsonaro contra a democracia

Para Barroso, "a sociedade civil reagiu a isto com vigor, condenando os ataques às instituições e levando os autores destes ataques a retirarem-nos"

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Jornal GGN – O ministro do Supremo Tribunal Federal e presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, disse nesta quarta (26) que o Brasil é “resiliente” com o governo de Jair Bolsonaro e suas “ameaças retóricas” à democracia. “Tempos um presidente que defende a ditadura e a tortura e ninguém jamais considerou alguma solução diferente do respeito à igualdade constitucional”, disse, segundo relatos do Estadão.

Para Barroso, “a sociedade civil reagiu a isto com vigor, condenando os ataques às instituições e levando os autores destes ataques a retirarem-nos. Ou seja, a reação brasileira àquilo que ela viu como ameaças, nem que apenas retóricas, levou a reações muito vigorosas”, analisou.

O ministro ainda disse que é o “poder da imprensa” e sua independência que ajudam a fiscalizar e colocar freios em Bolsonaro. “Embora frequentemente atacada pelo próprio presidente, a imprensa no Brasil é plural, independente e fortemente crítica do governo. Tanto este, eu diria, como dos governos anteriores. Portanto, uma coisa que acho que contribui com esta resiliência da democracia no Brasil é justamente a liberdade, independência e até o poder da imprensa brasileira”, comentou.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora